17 de abril de 2021 Atualizado 12:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

A Cidade É Nossa

O ‘X’ foi feito, o serviço que espere

Por J.C. Nascimento

31 mar 2021 às 08:45

Na madrugada de quinta-feira uma grande quantidade de água estava escorrendo no chão pela tubulação de um prédio. Um profissional foi chamado e disse que era vazamento na rua. Sendo assim, o DAE deveria ser chamado.
· · ·
Feito isso, servidor esteve lá, mas era trabalho de outra turma. Depois outro viu e colocou um “X” no asfalto onde deveria ser reparado. Isso na rua em frente ao prédio.
· · ·
Passou quinta, sexta, sábado, domingo, segunda e terça-feira. Ninguém mais veio para mexer no “X”. Free Lancer diz que é fácil ver a água em grande quantidade e deixar, já que isso é problema dos outros!
· · ·
Do Leitor: “Segundo um jornal, por duas vezes não teve sessão na câmara por falta de equipamento mínimo para fazer sessão “online”. Se não tem dinheiro para isso como querem construir um prédio novo?” (Paulo H)
· · ·
Não bastasse a pandemia, críticas a cada 10 minutos contra o presidente, muitas pessoas vêm lembrar a dívida do Timão e do São Paulo? Isso é desgastante, afirma Xandão.
· · ·
Nossas ruas: Júlio Salusse (Antônio Zanaga). Poeta, nascido em Friburgo, no Rio de Janeiro. Atuou como promotor público. Algumas de suas obras foram “Neurose e Sombras” e “Os Cisnes” (soneto) (PM)
· · ·
Ficamos por aqui. Antes, Tomógenes tomou vacina, mas chiou porque doeu. Precisou fazer compressa depois para amenizar. Ah! não é ele o milionário esquecido.

J.C. Nascimento

Coluna assinada pelo jornalista e corretor J.C. Nascimento. Há mais de 40 anos contando causos de Americana por meio de personagens já conhecidos do público.