11 de julho de 2020 Atualizado 19:52

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

O vírus pelos bairros

Por Redação

30 jun 2020 às 08:07

Em reportagem exclusiva neste domingo, o LIBERAL mostrou como o novo coronavírus tem se espalhado pelos bairros de Americana. Os boletins da Vigilância Epidemiológica no município indicam que moradores de ao menos 108 bairros já foram infectados pelo vírus. A maior parte está curada, mas faz parte das estatísticas de uma doença complexa.

Conforme os dados da prefeitura, o número de bairros com registros de moradores confirmados com o vírus dobrou entre maio e junho, quando cidades do interior passaram a conviver com um aumento mais intenso dos casos positivos.

De início, em abril, os primeiros pacientes de coronavírus estavam localizados em regiões centrais da cidade, como o Jardim Girassol e o próprio Centro. No mês de maio, as confirmações passaram a surgir em moradores do Jardim São Paulo, Parque Novo Mundo e Nova Americana, e dispararam no Santa Cruz, por conta do surto em um asilo do bairro.

Neste mês, o maior número de casos está nos bairros Residencial Jaguari, Cidade Jardim, Parque das Nações e Antônio Zanaga, regiões periféricas da cidade com grande concentração populacional. As estatísticas não são suficientes para demonstrar a relevância da incidência em determinadas localidades, dada a falta de testagem, principalmente, e também o baixo número de casos em relação a cada bairro.

Mas a evolução de como o vírus atinge as localidades do município evidencia sua expansão e deve servir de alerta para a população, que, mesmo diante das piores estatísticas em junho, continua indo às ruas desnecessariamente, promovendo encontros e causando aglomerações, como o absurdo jogo de futebol mostrado pelo LIBERAL na Cidade Jardim, na semana passada.

Para conter este vírus e evitar que o número de bairros se multiplique a cada semana, a população precisa fazer sua parte. As informações e os alertas não faltam.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.