19 de abril de 2021 Atualizado 14:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

O tempo que resta

Por Katya Forti

04 mar 2021 às 08:32 • Última atualização 04 mar 2021 às 08:33

“Tempo: o senhor da razão”. “Tempo: o melhor professor”. “Tempo: passa devagar”. Ao longo da vida já perdemos a conta de quantas vezes já ouvimos ou pronunciamos frases do tipo.

Como se o dia tivesse menos do que 24 horas e nos faltasse tempo para realizar tudo o que é preciso. Por outro lado, é notório o fato de que quanto mais nos dedicamos a ocupar o tempo, mais disponibilidade para realizar outras tantas coisas em nossa vida.

Mas o momento nos convoca a uma reflexão. Quanto tempo ainda nos resta? E neste sentido, cada leitor irá rever sua própria experiência pessoal para encontrar as respostas, tirando as suas próprias conclusões.

O tempo que resta junto aqueles que amamos, na medida em que tantas perdas estão sendo contabilizadas nos últimos meses, o tempo que resta para irmos em busca dos nossos sonhos, nossos objetivos. Enfim, aquilo que desejamos para nossa existência, visando dar algum sentido a ela.

O tempo perdido com momentos de irritabilidade que deixaram um tanto estremecidas as relações, e outros tantos em que o medo falou mais alto impedindo de nos lançar aos desafios.

A pandemia está contribuindo para que os vínculos, sobretudo os familiares, estejam fortalecidos. E isto se aprende com a convivência. Deixar as asperezas de lado e procurar viver este período da melhor maneira possível, gestando dentro de nós, algo de elevação, de acordo com os nossos merecimentos no porvir.

Agindo deste modo, guiados pelo desejo sincero de mudar comportamentos e atitudes, e exercitando cada vez mais a paciência e a compaixão, poderemos enfim, quando tudo isso passar (porque haverá de passar – e todos clamam por isso) alçar voos de liberdade deixando o casulo que por tanto tempo nos abrigou.

Katya Forti é pedagoga e autora

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.