12 de maio de 2021 Atualizado 11:51

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

O pior mal é aquele que nos acostumamos

Por Juliano Schiavo

11 abr 2021 às 08:58

Você se acostuma ao que te faz mal? Já parou para pensar nas situações, momentos ou pessoas que gravitam ao seu redor por você ter se acostumado a viver daquela forma, mesmo que não te faça bem? Quantas vezes você parou de priorizar o seu bem-estar por se anestesiar voluntariamente e desistir de juntar as forças para dar um basta naquela situação que machuca?

Num mundo de possibilidades, muitas vezes nos silenciamos e desistimos de mudar realidades possíveis. Nos entregamos a uma falsa sensação de que não temos forças ou não é possível transformar determinada situação e aceitamos o mal, o cruel, o que nos fere.

Muitas vezes, permitimos que nosso barco fique à deriva. Outras, permitimos o mal por “culpas” que carregamos. Em outros momentos, por nos julgarmos inferiores e acreditarmos merecer aquilo. Em certas situações, talvez na grande maioria, nos acostumamos ao mal por falta de autoconhecimento.

A questão que deixo: por quê? Por qual motivo, diante de tudo que nos machuca, ficamos entregues à dor, ao sofrimento, à aceitação daquilo que nos fere desnecessariamente? Por quê nos acostumamos ao que nos faz mal? São questões que me faço para lembrar que, todas as vezes que nos acostumamos a algo, fechamos portas, encerramos possibilidades, não nos permitimos ampliar nossa visão. Morremos para a vida e bloqueamos novos caminhos.

Se posso dar um conselho: jamais se acostume ao que te faz mal. Entenda que há situações as quais você se permite continuar por comodismo, falta de autoconhecimento ou baixa autoestima. Outras, por conta das circunstâncias – e que fogem ao seu controle. Assim, diante de tudo o que se desdobra, reflita: o que você pode fazer por você? Mesmo que seja um simples passo, o que está em suas mãos? Coloque-se em movimento, peça ajuda, busque se conhecer, analise as circunstâncias. Mas jamais se acostume ao que te machuca.

Juliano Schiavo
Jornalista, escritor e professor

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.