21 de novembro de 2020 Atualizado 19:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

O canal errado

Por Redação

30 ago 2020 às 09:57 • Última atualização 30 ago 2020 às 09:58

Reportagem do LIBERAL mostrou, nesta semana, a contratação pela Câmara de Americana de um canal de TV para a transmissão das sessões legislativas. O valor do contrato pode chegar a R$ 309 mil em um prazo de 12 meses. A medida não é obrigatória. A decisão por transmitir pela TV parte dos próprios vereadores. Atualmente, a Câmara de Americana transmite suas sessões pela internet, em redes sociais como Facebook e YouTube.

Questionado pelo LIBERAL sobre a necessidade da publicidade às sessões neste formato, o presidente da câmara, Luiz da Rodaben (Cidadania), argumentou que o objetivo é que a população possa participar, principalmente o “pessoal mais de idade”, já que muitas pessoas, segundo ele, não têm acesso à internet. Mas, não é bem assim. O número de pessoas com acesso à internet no Brasil tem crescido ano a ano. Dados oficiais mostram que, na região Sudeste, 75% dos domicílios têm internet. O avanço das conexões também tem sido significativo entre pessoas mais velhas. Em 2019, por exemplo, ao menos 58% da população com mais de 60 anos possuía acesso por smartphones no País.

Se consideradas as condições de Americana, cujo perfil econômico é maior do que a média de grande parte do Brasil, essas estatísticas são ainda mais favoráveis ao percentual de pessoas conectadas.

Num contexto de crise financeira e sem qualquer obrigação legal, soa um tanto ineficiente a opção em gastar centenas de milhares de reais com uma transmissão pela TV em prol da participação popular sendo que há outras plataformas mais modernas, mais interativas, mais baratas e de público igualmente relevante na cidade.

Poderia a câmara usar parte deste dinheiro, talvez, para melhorar a maneira como se apresenta ao público, educá-lo quanto a sua função, tornar-lhe interessante seu trabalho e nutrir-lhe de confiança na sua representatividade em Americana.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.