20 de janeiro de 2021 Atualizado 11:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Mulheres na vida de Santos Dumont – 1ª parte

Por Carlos Roberto Bertollo

17 dez 2020 às 07:54 • Última atualização 08 jan 2021 às 08:49

A vida amorosa do grande cientista é um tanto desconhecida e polemica. Viveu em uma época que constituir uma grande família era norma. Não se casou e não teve filhos. Optou por dedicar a sua vida no desenvolvimento de suas invenções em prol da aviação e da humanidade. Por ser uma personalidade mundialmente famosa, era assediado pela imprensa e pelas mulheres.

No auge de sua brilhante carreira, era comum vê-lo acompanhado de elegantes e belas mulheres em seu hangar, nas demonstrações públicas de seus inventos, em voos de balões, como condutora de seus inventos e nos requintados jantares no restaurante Maxim’s, que existe até hoje em Paris.

Por ser tímido, reservado e de educação esmerada, não gostava de divulgar a sua vida pessoal, mas a imprensa não lhe dava trégua. Enfim, Santos Dumont, dedicou um carinho especial às mulheres. Usou homens para construir os seus inventos e as mulheres para usufrui-los. A primeira participação de uma mulher em suas aventuras aéreas foi Madame de Forest, que o acompanhou em uma ascensão de balão em junho de 1898.

Princesa Isabel, amiga e admiradora do grande cientista, preocupada com os inúmeros acidentes que o destemido aeronauta sofria, em agosto de 1901 lhe deu de presente uma medalha de São Bento para protegê-lo. E o grande cientista a colocou em uma pulseira e a usou por toda a vida.

Em novembro de 1901, a Sociedade das Mulheres Jornalistas da Inglaterra lhe homenageou com um esmerado banquete no requintado Essex Hall. Em 21 de dezembro de 1901, o jornal Republic publicou o seu relacionamento com a jovem americana radicada em Paris, senhorita Edna Powers, filha do milionário James Powers. Os dois se conheceram em uma academia de esgrima em Paris.

Carlos Roberto Bertollo é estudioso da lenda de Ícaro e criador de réplicas de aeronaves

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.