22 de outubro de 2020 Atualizado 08:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Gratidão ao cientista Santos Dumont – 4ª parte

Por Carlos Roberto Bertollo

06 set 2020 às 08:00 • Última atualização 05 set 2020 às 18:12

No início da década de 1920, a notável aviadora brasileira Anésia Pinheiro Machado se destaca no campo da aviação civil. Lutou contra os preconceitos e o machismo de sua época. Pela força de vontade em vencer desafios, fez surgir a bela frase: “QUIS FAZER E FIZ”.

Com 17 anos, apaixonou-se pela aviação. Aos 18 anos, em homenagem ao centenário da Independência do Brasil, pilotando sozinha, a intrépida aeronauta realiza um voo de São Paulo ao Rio de Janeiro. O cientista Santos Dumont, através de uma carta, parabeniza a aeronauta pelo sucesso da viagem e lhe entrega uma réplica da medalha de São Bento, presente que ele recebeu da Princesa Isabel em Paris. Nas comemorações do cinquentenário do voo pioneiro do 14 bis, como forma de homenagear o cientista Santos Dumont, ela realiza um voo por diversos países, difundindo a sua majestosa obra.

Outra conquista internacional em prol do intrépido aviador foi a doação de uma réplica do aeroplano 14 bis ao Museu de Aviação Smithsonian em Washington. Além disso, ela lutou para que o seu nome fosse dado a uma das crateras da Lua. Em 1973, ano do centenário de nascimento do cientista Santos Dumont, Anésia viu seu esforço recompensado. Neste ano, o Comitê de Nomenclatura da União Astronômica Internacional concede ao cientista a justa homenagem.

Admiradora incondicional do “Pai da Aviação”, após o seu falecimento, em 1999, seu corpo foi cremado e a urna contendo as suas cinzas e seus pertences pessoais foram levados ao acervo do museu “Casa Natal de Santos Dumont” na cidade de Santos Dumont (MG). A coragem e abnegação de Anésia podem ir até onde suas pernas puderam ir e voar bem mais alto, mostram claramente a luta das mulheres na conquista do céu.

Carlos Roberto Bertollo é estudioso da lenda de Ícaro e criador de réplicas de aeronaves

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.