15 de abril de 2021 Atualizado 18:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Fase emergencial e falta de sensibilidade

Por Redação

28 mar 2021 às 13:05

Fase emergencial no Estado, e Americana bateu, na última sexta, o recorde de casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) em um único mês, contando os 26 primeiros dias de março. Foram contabilizadas 2.167 contaminações pela doença, superando os meses de dezembro (2.159) e agosto (2.096) de 2020.

Antes disso, na última quarta, o LIBERAL havia mostrado que em apenas 23 dias, março já podia ser considerado o mês mais fatal da pandemia na cidade. Na ocasião, o município havia ultrapassado a mortalidade de julho do ano passado, com 46 óbitos. Dois dias depois,
esse número saltou para 58.

A rede de hospitais particulares de Americana, no âmbito dos leitos de UTI, está lotada. Restavam até sexta-feira duas vagas no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

Especialistas – médicos e cientistas – alertam para situação de colapso, e destacam frequentemente as dificuldades enfrentadas, seja por profissionais, sobrecarregados, ou pelos pacientes, que agora precisam esperar em filas por leitos de UTI com respirador.

Porém, as mensagens de alerta parecem não reverberar entre frações da sociedade. Manchete do LIBERAL deste sábado mostrou que o comércio de Americana, em situação complicada, também precisa “lutar” contra aqueles que não entendem a fase emergencial imposta pelo governo paulista, que veda atendimento presencial para tentar diminuir a contaminação.

Comerciantes ouvidos pela reportagem relataram a pressão exercida por parte dos consumidores para que sejam atendidos, inclusive com ameaças. As informações foram confirmadas pela Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana), na figura de seu presidente, Wagner Armbruster.

“Além da dificuldade de se fazer a adaptação [ao drive-thru e delivery], nós temos também grande parte da população que não tem compreensão do processo”, relatou.

No combate à pandemia falta sensibilidade e sobra truculência em alguns. Há que se pensar quais atitudes são mais necessárias para passarmos por momentos tão dolorosos.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.