09 de maio de 2021 Atualizado 19:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Estúdio 52

O que esperar do reboot de ‘Mortal Kombat’?

Fãs da franquia que faz sucesso em diversas mídias aguardam com ansiedade pelo lançamento do novo live-action

Por Diego Juliani

14 abr 2021 às 17:56

Desde o lançamento do trailer do novo live-action de Mortal Kombat, em fevereiro, a hype sobre o projeto que será lançado nos cinemas brasileiros em 13 de maio só vem aumentando.

O longa, dirigido e produzido pelo novato Simon McQuaid, em parceria com James Wan (Velozes & Furiosos 7, Jogos Mortais e Aquaman), Todd Garner e E. Bennett Walsh, apresentou na prévia um visual muito próximo dos games, além do tom sombrio e violento, como sua contraparte eletrônica, algo que os fãs sempre esperaram.

Mortal Kombat chega aos cinemas norte-americanos no próximo dia 23 – Foto: Reprodução

Lançado em outubro de 1992, Mortal Kombat fez um sucesso enorme nos fliperamas, e suas sequências sempre foram bastante cultuadas. Com isso, naturalmente a franquia se alastrou para outras mídias, gerando animações, séries, jogos e filmes – o principal deles, de 1995, chegou à tela grande pelas mãos de Paul W. S Anderson – conhecido por adaptar Resident Evil aos cinemas – e pode ser considerado a primeira bilheteria satisfatória de um longa ligado a games.

Após uma continuação decepcionante dois anos depois, a franquia acabou enterrada nos cinemas, e, agora, quase 30 anos depois do lançamento do primeiro game, promete fidelidade ao conceito original, corrigindo erros do passado.

Mas, porque tanta ansiedade pelo novo filme? A resposta está totalmente ligada ao que foi mostrado até agora. Uma boa aposta se explica pela caracterização dos personagens mais populares dos jogos, como Scorpion, Sub-Zero, Raiden, Liu Kang, Sonya Blade, Kung Lao, Jax, Shang Tsung e Goro.

Outro ponto positivo são as coreografias das lutas, que parecem filmadas com precisão, e o nível alto da violência, marca registrada dos games: o filme recebeu classificação Rated-R nos EUA, ou seja, para maiores de 18 anos, e 16 anos no Brasil (vai ter fatality sim!).

Tratar o material original com respeito parece ser o caminho, entretanto, os fãs já demonstração preocupação com o novo protagonista, um lutador de MMA chamado Cole Young (Lewis Tan), personagem que não existe nos jogos, e pela ausência de um dos personagens mais famosos: Johnny Cage.

Em entrevistas recentes, o diretor explicou que a intenção é fazer uma série de filmes – caso o primeiro seja um sucesso – e que não queriam apresentar todos os personagens de uma vez. Faz sentido, mas também pode ser um verdadeiro “tiro no pé”.

O fato é que o reboot está chegando – até a icônica música tema do primeiro filme (“Techno Syndrome”, do The Immortals) retorna em nova versão. Nos EUA, Mortal Kombat estreia no próximo dia 23, ao mesmo tempo nos cinemas e na plataforma de streaming HBO Max, estratégia frequente em tempos de pandemia.


Confira a sinopse do lançamento.

A nova adaptação de Mortal Kombat é focada em Cole Young, um lutador de MMA que é caçado pelo Imperador da Exoterra, Shang Tsung (Chin Han), e seu guerreiro Sub-Zero (Joe Taslim). Com ajuda de Sonya Blade (Jessica McNamee) e o soldado Jax (Mehcad Brooks), Cole logo encontra refúgio no templo de Lorde Raiden (Tadanobu Asano), onde passa a treinar com figuras como Kung Lao (Max Huang), Liu Kang (Ludi Lin) e Kano (Josh Lawson) para desbloquear seu verdadeiro potencial e se preparar para a luta contra as forças da Exoterra.

Confira o trailer com classificação para maiores de 18 anos.

Diego Juliani

Editor do LIBERAL, está no grupo desde 2010. Fã de um bom cinema com pipoca, séries que não dão sono e saudosista dos games dos anos 90, o que já entrega sua idade.

Estúdio 52

Quer saber sobre aquela série que está bombando na internet? Sim, temos. Ou aquele jogo que a loja do seu console vai disponibilizar de graça? Ok. Curte o trivial e precisa dos lançamentos do cinema? Sem problema, é só chegar.