08 de maio de 2021 Atualizado 17:11

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Estúdio 52

Ação é intensificada no 4º episódio de ‘Falcão e o Soldado Invernal’

Capítulo disponibilizado nesta sexta (9) também se destaca por seu final impactante, que pode, enfim, mudar o rumo da história

Por Rodrigo Alonso

09 abr 2021 às 15:06

Se você está acompanhando “Falcão e o Soldado Invernal” motivado pelas cenas de ação, é bem possível que o quarto episódio da série, disponibilizado nesta sexta-feira (9) pela Disney+, seja o seu favorito até agora.

O capítulo também se destaca por seu final impactante, que pode, enfim, mudar o rumo da história, por enquanto um pouco travada na perseguição aos Apátridas.

Após um episódio disfarçado como “Tigre Sorridente”, Sam Wilson (Anthony Mackie) volta a vestir as asas do Falcão e se encontra num dilema. O herói, de certa forma, simpatiza com a filosofia dos Apátridas, mas discorda dos meios utilizados por eles.

Inclusive, as diferenças entre o bem e o mal, o certo e o errado, são estreitadas nesse capítulo. Há todo um cuidado para definir os Apátridas, exatamente, como vilões.

Por outro lado, John Walker (Wyatt Russell) e Zemo (Daniel Brühl) só querem o fim do grupo, cada um por um motivo diferente. Walker quer provar sua capacidade como o novo Capitão América, enquanto Zemo tem como objetivo acabar com os supersoldados.

Conflitos dão o tom do quarto capítulo da minissérie “Falcão e o Soldado Invernal” – Foto: Reprodução

Todo esse cenário é ilustrado por diferentes conflitos, que dão o tom do episódio. Até as guerreiras de Wankanda, as Dora Milaje, entram nesse bolo.

Capitão América
O episódio também retoma o debate sobre as credenciais necessárias para se tornar um bom supersoldado.

O assunto tinha sido abordado apenas em “Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)”, quando Steve Rogers (Chris Evans), por conta de sua índole e coragem, foi selecionado para receber o soro que lhe daria superforça – a partir daqui, cuidado com spoilers.

John Walker, o novo Capitão América, quer o fim do grupo revolucionário Apátridas – Foto: Reprodução

No quarto capítulo de “Falcão e o Soldado Invernal”, Walker se depara com um frasco do novo soro e passa a refletir se é certo ele usá-lo em si mesmo. O novo Capitão América teme, por exemplo, que a superforça possa mexer com sua personalidade.

Por fim, após ser derrotado por uma Dora Milaje, Walker não resiste à tentação e se torna um supersoldado. Péssima notícia para os Apátridas, que também têm como inimigo o Mercador do Poder, de quem Karli Morgenthau (Erin Kellyman), líder do grupo, roubou o novo soro.

Prepare-se, então, para ainda mais ação nos próximos episódios, porque diferentes batalhas estão por vir.

Rodrigo Alonso

Repórter do LIBERAL, está no grupo desde 2017. É “fifeiro” desde criança e, se puder, passa horas falando de filme e série, então nada melhor do que unir o útil ao agradável.

Estúdio 52

Quer saber sobre aquela série que está bombando na internet? Sim, temos. Ou aquele jogo que a loja do seu console vai disponibilizar de graça? Ok. Curte o trivial e precisa dos lançamentos do cinema? Sem problema, é só chegar.