30 de outubro de 2020 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Educação para o futuro

Por João Rodella

12 jul 2020 às 09:22 • Última atualização 12 jul 2020 às 09:23

Repito. A Educação tem que ser projeto de Estado e não de governo. Não se pode alterar diretrizes a cada novo ocupante do cargo máximo. Tem que ser implementada com os olhos da racionalidade no futuro da Nação, não no hoje. Tem que ser de longo alcance, preparando as gerações atuais e vindouras, forjando novos líderes e aparelhando o alunado para absorver tecnologias, métodos e avanços que a cada dia despontam no horizonte do conhecimento.

Com esse preâmbulo, reforço algo importante. Tem que ser gerida por quem é do “ramo” ou da área, isto é, entende globalmente o processo, os meandros e as implicações desde o infantil até o superior. Político indicado por partido apoiador, jamais, pois vai completar assessorias com apadrinhados, quase sempre descomprometidos com as necessidades da Pátria. Técnico gabaritado pedagogicamente, comprometido com o amanhã da nação brasileira, sim. Não deve, também, preocupar-se em implementar ideologias importadas, seja de esquerda ou direita, mas vestir as cores nacionais e hemoglobinar o sangue estudantil, com o verde e amarelo.

O mundo tem demonstrado que nações que procederam desse modo, lograram colocar seus estudantes no Século 21 faz tempo, tornando-se baluartes e destaque.

Tendo o Brasil, vastidão continental, os desafios seriam enormes e exigiriam recursos humanos bem preparados e recursos materiais de monta. Lembrete: agora ou nunca. Comecemos, sem politicalha mas, obrigatoriamente, com patriotismo de ampla visão. Não como as gestões pífias 2019/20.

P.S. Escrito antes da nomeação e posterior queda de Carlos Alberto Decotelli do cargo.

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.