03 de agosto de 2020 Atualizado 22:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Educação à distância na pandemia

Por Heber Pequeno

31 jul 2020 às 08:00 • Última atualização 30 jul 2020 às 23:13

É certo que a pandemia nos fez repensar todas atividades do nosso cotidiano, mas como fica a educação, que é o principal motor da formação da nossa sociedade?

A educação tem encontrado diversos obstáculos nesse período, principalmente em relação à acessibilidade aos alunos, visto a enorme discrepância social que temos no país. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), mais de 1,5 bilhão de estudantes estão sem poder frequentar suas escolas e faculdades, o que afeta principalmente crianças com alta vulnerabilidade.

A ausência de interação entre estudantes e professores rompe o processo de aprendizagem e, se a pandemia durar muitas semanas, não será possível recuperar o tempo perdido. Também se eleva o risco de aumentar as taxas de abandono escolar, especialmente em famílias em situação de alta vulnerabilidade, sem acesso a serviços básicos. A internet, por exemplo, é um deles. Isso poderia trazer uma queda significativa no nível de capital humano futuro.

É necessário que os governantes se atentem às questões socioeconômicas em todas as esferas para aplicar um sistema que atinja os alunos sem exceções, e que também invista na capacitação dos profissionais da educação para que saibam lidar com essa nova plataforma e consigam desenvolver esse papel na formação dos alunos.

Incentivar o envolvimento dos pais na educação dos filhos também é fundamental, com o objetivo de reduzir os impactos da pandemia na aprendizagem. É importantíssimo iniciar um planejamento de ações para mitigar a desigualdade social e de aprendizado geradas pelo confinamento.

Nunca tivemos a oportunidade tão nítida de ver o quanto nossa educação é extremamente importante na construção de uma sociedade mais justa e menos desigual. Precisamos lutar pela educação sempre!

*Heber Pequeno é músico, educador e empresário.

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.