06 de dezembro de 2021 Atualizado 11:10

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Blog da Eclética - por Jucimara Lima

Dia do Paraquedista: livres para voar

Por Jucimara Lima

22 out 2021 às 11:54

Alessandro Luchiari e Raphael Luchiari na tríplice fronteira - Foto: Arquivo Pessoal

Esporte para corajosos de espírito aventureiro, o paraquedismo é realmente incrível, pelo menos é o que costumam dizer os praticantes.

Adepto do esporte desde os 18 anos, Alessandro Luchiari conta que se apaixonou pela prática, inclusive, tendo total apoio da mãe. “Fiz um curso chamado ASL, nele saíamos literalmente pendurados na asa do avião e de lá apenas soltávamos as mãos”, recorda.

A paixão rendeu tanto que lhe garantiu frutos como campeonatos e muitas histórias para contar. “Junto à Confederação Brasileira de Paraquedismo pude visitar e saltar nas mais diversas áreas de saltos do País”. Agora, além de saltar com o irmão, os planos também incluem a sobrinha.

Conversando e lendo os depoimentos de diversas pessoas que já saltaram, notamos que os relatos sobre a sensação, são sempre muito parecidos. Wanessa dos Reis Leoncine, por exemplo, afirma ser algo “inexplicável”. “Medo, alegria, ansiedade, tensão, nervosismo, enfim, é muita adrenalina em poucos segundos”, comenta.

Assim como ela, Fabrício Rossi também concorda sobre a mistura de emoções e não tem vergonha de confessar que na hora sentiu medo. “Fiquei preocupado, mas depois gostei! É uma sensação única, que só mesmo quem já saltou sabe o quanto a emoção é maravilhosa”.

Por tudo isso, aproveitamos que hoje é o Dia do Paraquedista, deixamos registrado algumas imagens de leitores que passaram por essa experiência e realmente, como diz o título dessa coluna, estiveram “livres para voar”.

Confira!

Jucimara Lima

Blog da colunista social do LIBERAL, Jucimara Lima, com notícias e informações sobre Americana e região!