19 de abril de 2021 Atualizado 15:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pelas Páginas da Literatura

Dia da Mulher: cinco autoras incríveis para ler

Mulheres leem mais do que os homens, mas escritores do gênero masculino ainda são mais lidos; descubra novas autoras para ler este ano

Por Talita Bristotti

08 mar 2021 às 09:24 • Última atualização 08 mar 2021 às 09:28

Quantos livros escritos por mulheres você leu nos últimos meses? Diversas pesquisas apontam que, apesar de mulheres lerem mais do que os homens, os escritores do gênero masculino ainda são mais lidos.

A predominância das mulheres entre os leitores pode ser exemplificada na Biblioteca Municipal de Americana. A estimativa do coordenador cultural Leonardo Luciano é que 70% dos frequentadores do espaço são mulheres.

Por outro lado, os escritores homens estão entre os preferidos dos leitores. A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, um dos mais importantes levantamentos sobre leitura no País, pediu aos entrevistados que listassem seus autores preferidos.

Entre os cinco autores mais citados, todos são homens. Uma mulher vai aparecer apenas na sétima posição. Confira:

Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil: apenas cinco mulheres no topo – Foto: Divulgação

Por que lemos mais homens do que mulheres?

Essa tendência contraditória de mulheres lerem mais, porém homens serem mais lidos, talvez seja explicada inicialmente por um fator numérico: é possível que existam mais livros publicados por autores do que autoras, principalmente entre os clássicos. Isso porque historicamente as mulheres não tiveram o mesmo acesso à alfabetização e nem eram encaradas com seriedade quando se propunham a escrever um livro.

Nos últimos anos, as mulheres têm alcançado seu lugar ao sol no mercado editorial, mas essa preferência por escritores homens ainda prevalece, como mostra a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil.

Imagino que um dos motivos para essa persistência é que os livros escritos por homens são mais levados a sério. Não digo que as pessoas decidem de forma deliberada ler mais homens, mas talvez exista no inconsciente coletivo uma impressão equivocada que os escritores escrevem obras mais universais, enquanto as escritoras escrevem livros sobre temas “femininos” – o que quer que isso signifique.  

Para estimular a leitura de livros escritos por mulheres, listei cinco autoras contemporâneas incríveis que me impactaram:

Alice Munro – Foto: Divulgação

Alice Munro

Canadense, se destaca pela escrita de contos simples sobre o cotidiano, mas que trazem grande profundidade sobre a alma humana. Ganhou o Nobel de Literatura em 2013. Indico: Fugitiva.

Ana Paula Maia – Foto: Victor Pollak / Rede Globo

Ana Paula Maia

Premiada escritora nacional contemporânea, ela criou um universo muito próprio em seus livros, com uma atmosfera de terror quase metafísico. Indico: Enterre seus mortos.

Pilar Quintana – Foto: Danilo Costa

Pilar Quintana

A escritora colombiana teve seu primeiro livro publicado no Brasil em novembro, atraindo atenção para sua escrita concisa e poderosa. Indico: A cachorra.

Rosa Montero – Foto: Wikimedia Commons

Rosa Montero

Jornalista e escritora, é um dos principais nomes da literatura espanhola contemporânea. Me agradam principalmente seus livros de não-ficção. Admiro sua capacidade de dizer tanto, de forma tão universal, mesmo quando compartilha uma experiência pessoal. Indico: A ridícula ideia de nunca mais te ver.

Brit Bennett – Foto: Emma Trim

Brit Bennett

Autora que conheci esse ano e já sei que vai ser uma das melhores leituras de 2021. A americana fala sobre racismo, amizade, machismo, e tudo isso costurado com naturalidade enquanto fala simplesmente sobre a vida. Indico: As mães.

Marina Zanaki

Repórter do LIBERAL, a jornalista Marina Zanaki é aficionada pela literatura e discutirá, neste blog, temas relacionados ao universo literário.