09 de julho de 2020 Atualizado 15:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Capital regional

Por Redação

28 jun 2020 às 08:00 • Última atualização 27 jun 2020 às 18:06

Na última quinta-feira, o LIBERAL trouxe em edição virtual reportagem que noticiava que Americana e Santa Bárbara d’Oeste haviam se tornado “capital regional”. A classificação constava do estudo Regiões de Influências das Cidades, do IBGE, que é atualizado a cada dez anos e que busca atualizar a hierarquia dos municípios, dos centros urbanos e regiões metropolitanas.

Americana e Santa Bárbara integraram o grupo de 32 cidades em 12 estados que se tornaram capitais regionais, a segunda maior classificação, apenas atrás da metrópole. Para esta categoria, por sinal, foi elevada Campinas, o único município não capital a estar neste nível de influência regional.

Na prática, a elevação, que considera a evolução dos municípios e centros urbanos entre 2008 e 2018, pouco tem a acrescentar, mas é o reconhecimento do dinamismo e das qualidades desta região.

É notável o desenvolvimento econômico e social nos últimos anos em Americana e Santa Bárbara. Hoje, mais do que nunca, é possível alcançar prosperidade em qualquer dos dois municípios. A oferta de emprego, serviços, saúde, ensino e lazer, pilares de cidades bem desenvolvidas e sustentáveis, está praticamente consolidada em ambas, que, apesar de, no papel, terem claros seus limites territoriais, no dia a dia, são uma mesma área, por onde circulam habitantes dos dois lados. E se algo falta por aqui, a busca pouco se estende para além de cidades como Campinas e São Paulo.

Mas, grandes municípios também exigem que sejam superados grandes desafios. O porte que Americana e Santa Bárbara têm tomado nos últimos anos obriga, principalmente das administrações públicas locais, planejamento e execução constante de políticas que acompanhem esta evolução. Um trabalho que decorre das boas escolhas e do engajamento da população com sua comunidade. Tornar a região um bom lugar para se viver, em resumo, passa por nossas próprias atitudes.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.