27 de fevereiro de 2021 Atualizado 20:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Histórias do Coração

Branca e Rodrigo

Quando se conheceram pela internet, o Rodrigo morava no Rio de Janeiro, e a Branca, aqui em Americana

Por Carla Moro

21 fev 2021 às 09:36

Quando se conheceram pela internet, o Rodrigo morava no Rio de Janeiro, e a Branca, aqui em Americana. A primeira vez que se encontraram pessoalmente foi na rodoviária do Rio. O Rodrigo chegou muitas horas antes para esperar o ônibus. Bastou um fim de semana para que ele não tivesse mais dúvidas. A história desse casal começava ali.

Essa história não é novela, tampouco filme. Ela é tão real quanto a vida propriamente dita pode ser. Não há final feliz, como um conto de fadas, porque a história deles não terminou.

O Rodrigo começou a amar a Branca muito cedo, ele diz. E ainda é cedo para esse casal. Escutá-los foi como ver o amor acontecendo no seu jeito mais simples e mais verdadeiro. Sem subterfúgios, sem truque de mágica ou atalhos. O amor da Branca e do Rodrigo é o amor essencial, que tem a medida exata e não sobra. O que é essencial para uma história de amor acontecer?

O namoro a distância durou seis meses. O caminho entre Americana e o Rio de Janeiro era percorrido a cada quinze dias. Sem ter certeza se queria mesmo namorar alguém que morava tão longe, a Branca acabou percebendo que o Rodrigo cuidava dela mais que qualquer outra pessoa que estava perto. E estar perto era essencial. Por isso, o Rodrigo se mudou para Americana em 2014.

Eu disse que essa história era história de vida real. Após a mudança, os dois se viram desempregados e quando as coisas pareciam que iam melhorar um pouco, a Branca sofreu um acidente de moto tão feio que a deixou sem poder colocar os pés no chão por meses. O que é essencial para uma história de amor acontecer? Uma casa é essencial, principalmente para o casal que decide começar uma história juntos. Na casa da Branca e do Rodrigo havia poucos móveis. No primeiro mês, com o dinheiro apertado, era só pipoca o que eles tinham para comer. Não há romantismo na necessidade, mas esse amor tem a medida exata da coragem.

Branca e Rodrigo – Foto: Arquivo pessoal

O casamento não é essencial para o amor, nem para a felicidade. Mas o Rodrigo me conta que ele e a Branca são mais felizes porque se casaram. O seguro do acidente sofrido pela Branca permitiu que eles começassem os preparativos para a festa. Foi então que essa história nos deu mais uma prova de que não é filme, nem novela. A Branca ficou desempregada mais uma vez e eles quase desistiram do casamento. Essa história não é conto de fadas, mas às vezes é preciso contar com o impossível. Os padrinhos juntaram-se e de presente ajudaram os noivos a realizarem a festa que tanto sonharam.

O que é essencial para uma história de amor acontecer? O casamento não é, mas é preciso coragem para persistir do sonho quando tudo parece ir na direção contrária. Uma casa grande e mobiliada também não, mas a amizade e o companheirismo são como paredes que sustentam todo o resto. Não é preciso nem que o casal more no mesmo lugar, mas a vontade de estar junto tem que ser maior que qualquer distância. O amor não machuca, não traz sofrimento, me diz a Branca. Ao contrário da vida, tantas vezes tão dura. O que é essencial para uma história de amor acontecer? Para a Branca e o Rodrigo foi amor, e apenas amor. O resto é só história.

Carla Moro

Formada em Letras pela Unesp, Carla Moro faz neste blog um registro da trajetória dos casais! Quer sugerir sua história para a coluna? Envie um e-mail para colunahistoriasdocoracao@gmail.com