07 de agosto de 2022 Atualizado 18:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano & Existência

Autoconhecimento e humanidade

Por Gisela Breno

15 de fevereiro de 2022, às 14h40

A complexidade do ser humano é ímpar. Diferentemente dos outros animais que, praticamente nascem prontos para o encontro com o mundo, cada um de nós tem diante de si a caminhada infindável de se construir.

Creio que a grande conquista nessa jornada seja o autoconhecimento aliado à compreensão das características que compõem nossa humanidade.

E uma delas é o vazio existencial que ronda nosso dia a dia. Por desconhecer ou não conseguir nomear essa cárie existencial, a buscamos desenfreadamente nas mercadorias estrategicamente colocadas nas prateleiras das lojas numa tentativa de satisfazer nossas inquietações mais profundas.

Talvez se soubéssemos que esse vazio, companheiro frequente do nosso caminhar pelo Universo, é próprio da condição humana, nos entregaríamos a práticas simples e edificantes como sentir de olhos fechados os ventos outonais roçando nossa face, saborear o aroma e o frescor das manhãs de primavera, contemplar demoradamente as paisagens pinceladas pelo verão, afagar os cabelos brancos daqueles que estão no inverno da existência. Teríamos então, nesses momentos fugazes mas carregados de eternidade, a certeza e o conforto de que vale a pena ter nascido.

Gisela Breno

Professora, Gisela Breno é graduada em Biologia na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e fez mestrado em Educação no Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo). A professora lecionou por pelo menos 30 anos.