21 de junho de 2021 Atualizado 17:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

Aos amigos desalados do Hospital Municipal

Por Geraldo Trombin

24 jan 2021 às 10:07 • Última atualização 24 jan 2021 às 10:08

Edemaciados, os meus olhos liberam incessantemente o exsudato de toda a minha represada consternação. A minha insuficiência respiratória sufoca exatamente como o joelho do policial americano Derek Chauvin apertando brutalmente o pescoço de George Floyd: “I can’t breathe!” A minha insuficiência cardíaca só tem capacidade para bombear os meus convulsivos soluços de susto, temor, amargura e dor. Os meus rins não conseguem filtrar a tamanha saudade sua, oh!, meu amado pai.

Em meio a todas essas tristes intercorrências, alguns acontecimentos me confortam: o acolhimento, o carinho, os cuidados e o tratamento especial que o senhor recebeu durante os 72 dias de internação, que culminaram na sua alta… para o firmamento, dada pelo honorável doutor Deus.

Assim, registro aqui a mais sincera e profunda gratidão da Família Trombin à equipe do Hospital Municipal “Doutor Waldemar Tebaldi”, que em momento algum desistiu do meu querido pai Alcides. Cada um de vocês – anjos desalados sublimemente disfarçados de gente – fez a grande diferença em nossas vidas.

Porque, além de sangue nobre, corre profusa e verdadeiramente em suas veias o mais importante e eficaz de todos os antídotos: o amor ao próximo e a paixão pelo que fazem. Por isso, vocês estão – terna e eternamente – em nossos pensamentos e também em nossos corações. Com exceção, é claro, de alguns poucos seres estranhos que – apesar de terem passado anos, anos e mais anos debruçados sobre volumosos livros de medicina (e se acharem superiores e até mais poderosos do que Deus) – jamais se dignaram nem sequer tiveram a humildade de abrir o coração (e o dicionário) para saber e entender o real significado desta palavra: “empatia”.

*Geraldo Trombin é publicitário e escritor.

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.