23 de novembro de 2020 Atualizado 07:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Alerta na saúde

Por Redação

13 nov 2020 às 07:56

A ação da Prefeitura de Americana na Justiça, que cobra R$ 187 mil por fraudes identificadas em obras de cinco postos de saúde joga uma luz de alerta sobre o setor no município.

A administração pede o ressarcimento de danos por improbidade administrativa, e cobra uma ex-servidora que assinou medições atestando que etapas das obras estavam sendo cumpridas quando isso não ocorria, e também a empresa que recebeu os valores, como mostrou a manchete do LIBERAL desta quinta-feira, em matéria da repórter Marina Zanaki. As obras se referem aos postos do Jardim Brasil, Praia Azul, Mário Covas, Jardim dos Lírios e Philipson Park (Praia dos Namorados), esses dois não finalizados.

Os contratos foram firmados entre 2010 e 2013 com a empresa H. Lopes Serviços e Construções, de Sorocaba. Os pagamentos eram realizados conforme as medições indicassem o andamento das obras, medida obrigatória já que o financiamento envolvia recursos federais
A responsável por essa medição era a engenheira civil concursada Graziela Renata Matallo. Em sindicância, a prefeitura constatou que ela atestava medições de obras que não haviam sido realizadas. Essa confirmação técnica embasava o pagamento das notas fiscais à empresa.

A funcionária foi demitida em abril de 2019, após ter sido alvo de outra sindicância que apurou irregularidades na medição de obras da Praça de Esporte Guilherme Assumpção, na Cidade Jardim.

A prefeitura pede que a empresa e a engenheira sejam condenadas a ressarcirem o erário. O Executivo pede que os dois sejam condenados ao pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano. Cabe ao gestor público manter-se atento, No setor da saúde a fiscalização deve ser ainda mais incisiva, já que cada real empregado precisa ter como alvo exclusivo o bem-estar da população.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.