20 de janeiro de 2021 Atualizado 22:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

A promoção da igualdade

Por Redação

22 nov 2020 às 08:00 • Última atualização 21 nov 2020 às 18:04

As cenas das agressões brutais de seguranças da rede de supermercados Carrefour contra um homem negro, em Porto Alegre (RS), despertaram enorme reação na sociedade, inclusive fora do Brasil. Para quem teve estômago para assistir as imagens, é impossível não associar o que se viu ao episódio que terminou com a morte de George Floyd, outro homem negro, que padeceu asfixiado, com o pescoço prensado no chão por um policial, nos Estados Unidos, em maio.

Assim como no caso de Floyd, emergiu com grande intensidade a discussão sobre atitudes racistas ou movidas por comportamentos que carregam ódio ou preconceito velado. É pena que o debate se dê na sequência de mais um episódio trágico, dentre os tantos que ocorrem longe dos olhos da maioria, diariamente, nas periferias deste País continental e miscigenado.

Da boca de muitos, há uma tentativa de relativizar situações do tipo. Nos tempos atuais, isso se tornou, inclusive, prática de autoridades, haja vista o que disse o vice-presidente Hamilton Mourão ou o que deixou de dizer o presidente Jair Bolsonaro. São atitudes ou omissões quem não devem prosperar ou ser tidas como normais jamais.

As agressões perpetradas contra o negro João Alberto Silveira Freitas, no Carrefour, não são um episódio isolado. São parte de um comportamento corriqueiro e para qual não haverá mudança se dos agentes sociais não partirem atitudes que tratem de promover a igualdade e o desprezo a diferenciações de raça, étnicas ou de gênero.

É preciso que ações contra tal cultura maligna passem a ser rotineiras e incisivas, sem se tratar de missão exclusiva do Estado. O fomento de atitudes positivas pela igualdade e pelo respeito deve se espalhar por empresas e indústrias privadas, pelas escolas e universidades, bem como pela imprensa, capaz de reverberar a diversidade. Este jornal, por exemplo, referência de comunicação e formação de opinião local, admite que deve contribuir mais em seus canais por esta mudança social e assim o fará. Espera-se que não o faça sozinho, mas acompanhado de sua comunidade.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.