18 de julho de 2024 Atualizado 18:05

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

A ponte sobre o Ribeirão Quilombo

Por José Marcos de Campos

18 de maio de 2023, às 08h39

Não é novidade que para as demandas acontecerem dentro do serviço público precisa ter muita paciência. Contudo, essa demora anunciada vai caindo no esquecimento. Muitas vezes são buscadas outras formas de solução dos problemas e aquilo que era prioridade deixa de ser.

Falando de um problema, a ponte sobre o Ribeirão Quilombo, na passagem para o bairro Nova Americana, já foi esquecida. Bem, não dá para esquecê-la porque, além de não ser mais útil, ela virou sucata às margens do ribeirão.

Parece ter juntado o “útil ao agradável” para a prefeitura. Foi só esperar umas três décadas, sem nenhuma manutenção, para que a própria ponte se “aposentasse”. Injustamente!

O “desejo” da ponte de transpor às margens, levando crianças para a escola, mães ao postinho médico, trabalhadores do dia a dia, rotinas habituais das famílias, ficou só na memória dessa expressiva ponte. E ela foi tão importante, pois não dava para chegar rápido ao outro lado sem utilizá-la, exceto quando – pelo descaso da prefeitura -em época de enchentes, tudo estava alagado e continua assim ainda.

Gostaria de ver o Chico Sardelli por aqui. Mas a prefeitura, o Ministério Público, a ONU e o Vaticano ainda estão debruçados em cima de uma solução. Isso começou em 2 de janeiro e “ainda” estamos em 18 de maio.

A água nas pedras segue o seu curso. Curso esse pelo viaduto, mais longe, mais perigoso, em competição de pedestres e veículos. Haverá uma solução? Ninguém sabe! Não se preocuparam com o mínimo e colocam mil motivos para sair do lugar. Quatro meses meses já se passaram e somente a ponte permanece no lugar. Lugar errado porque do jeito que está só serve para sucata e atrapalhar quem circula por ali. Parabéns à prefeitura!

José Marcos de Campos
Administrador

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos para o e-mail opiniao@liberal.com.br.