08 de março de 2021 Atualizado 09:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

A imunização não pode parar

Por Talita Bristotti

21 fev 2021 às 09:36

A vacinação contra a Covid-19 completa um mês neste domingo em Americana em meio a um cenário de conquista para alguns, mas de incerteza para a maioria. Com a campanha interrompida por falta de doses, a resposta para a pergunta “quando serei vacinado?”, feita por uma grande parcela da população, continua indefinida, dado o impasse na produção e distribuição dos imunizantes da doença.

Em Americana, cerca de 9,5 mil pessoas foram vacinadas. A maioria delas corresponde a trabalhadores que atuam na saúde, não apenas na linha de frente de combate ao vírus, mas também em outros setores. A esses milhares de vacinados se juntam idosos com mais de 85 anos e os que vivem e trabalham nos asilos do município.

Em entrevista exclusiva ao repórter André Rossi, o secretário de Saúde de Americana, Danilo Carvalho Oliveira, classifica a espera por novas doses da vacina, seja a CoronaVac, a de Oxford ou qualquer outra, como angustiante. De fato, os municípios não se encontram em posição fácil, já que não parte deles qualquer responsabilidade pela produção das vacinas ou por definir grupos que serão imunizados.

Por outro lado, a missão de proteger o cidadão contra doença tão grave, que atinge o mundo em níveis pandêmicos, não pode se dar a falhas, por menores que sejam, como a perda de doses revelada pelo LIBERAL no início do mês em Americana.

Ao passo que a Covid-19 continua a fazer vítimas, é preciso que as instâncias superiores de governo apresentem soluções para que a interrupção nas campanhas de vacinação não perdure, afetando a vida social e econômica do País. A troca do ministro Eduardo Pazuello, da Saúde, por exemplo, é algo imperativo há tempos, dada a ineficiência de sua gestão quanto ao assunto. Municípios e estados não devem esmorecer na luta pela vacinação, mas sim cobrar das autoridades federais que as doses não faltem. A imunização não pode parar.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.