Juca Jazz Festival

'Água de Vintém' se apresentou no Jow Gow, mostrando porque o Choro é considerado por muitos o Jazz brasileiro


A abertura do Juca Jazz Festival, evento que movimentou Americana nos últimos dias, aconteceu exatamente no Dia Nacional do Choro e nada mais justo, que a atração principal fosse justamente um grupo desse estilo musical. “Água de Vintém” se apresentou no Jow Gow, mostrando porque o Choro é considerado por muitos o Jazz brasileiro. Além de clássicos do gênero, como Pinxiguinha, o célebre aniversariante do dia, eles também apresentaram belíssimas composições próprias. Confira como foi!

Encerramento. O último dia do Juca Jazz Festival acontece nesta terça-feira (30), com concerto no Teatro Municipal “Lulu Benencase”. Além do Dia Internacional do Jazz, também, comemora-se o Dia Municipal, que foi celebrado pela primeira vez na edição do ano passado e já faz parte do movimento.

Entre as atrações, o saxofonista americanense Samuel Pompeo, que inclusive começou como aluno na Escola Municipal de Música “Heitor Villa-Lobos”, apresentação do Corda Coral de Americana e concerto de Samuel Pompeo Quinteto, além da Orquestra Sinfônica, sob a regência de Álvaro Peterlevitz.

A ação tem início a partir das 18h, com discotecagem em frente ao Teatro e o ingresso custará R$ 10, com parte da renda revertida para o Fundo Social de Solidariedade de Americana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!