Zona Azul ‘total’ em Sumaré deve levar de dois a três anos

Estimativa é do presidente da Acias para que todas as 2.890 vagas estejam em funcionamento


Anunciada este mês pela Prefeitura de Sumaré, a implantação das 2.890 vagas de Zona Azul, que será feita em três etapas, só deve ser concluída em um período de dois a três anos após a instalação da primeira leva, que terá 770 vagas. A estimativa é do presidente da Acias (Associação Comercial e Industrial de Sumaré), Juarez Pereira da Silva, que participou das discussões com a prefeitura.

O governo Luiz Dalben (PPS) deve abrir nesta semana o processo licitatório para contratação do serviço de estacionamento rotativo na área central da cidade. O LIBERAL questionou a prefeitura sobre a data exata, mas não houve resposta.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Uma das ruas que terá Zona Azul na área central de Sumaré

A Acias reivindicava a volta da Zona Azul desde a suspensão do sistema, em julho de 2017, quando a administração lacrou os parquímetros “de surpresa” após o vencimento do contrato com a Rizzo Mobiliário Urbano Ltda. A justificativa é de que a empresa teria rompido cláusulas.

O novo projeto prevê expansão da Zona Azul e implantação em três etapas. A primeira, com 770 vagas, priorizará as principais vias de maior concentração do comércio. Posteriormente a segunda e terceira fase trarão 559 vagas e 1.561 vagas, respectivamente.

A prefeitura não informou previsão para a implantação dessas outras duas fases. De acordo com o presidente da Acias, já houve conversas “informais” com a prefeitura sobre o cronograma, apesar de não haver datas específicas.

“Nesse momento solicitamos que seja de imediato o Centro mesmo, mas eu acredito e nós conversamos sobre isso, de forma ainda informal, que após a implantação (da primeira fase), no máximo dois anos para ter já realmente expandido aqui no Centro. Talvez até um pouquinho mais. Dois anos e meio, três”, comentou Juarez.

“Mais importante do que a velocidade com que você faz alguma ação é a direção que você dá, a consistência, para que facilite, que seja realmente algo que contribua com o desenvolvimento”, frisou o presidente da Acias.

AS RUAS QUE TERÃO ZONA AZUL

Onde estão as 770 vagas da primeira etapa:

  • Avenida 7 de Setembro entre as Ruas Júlia de Vasconcelos Bufarah e Avenida Rebouças
  • Ruas Antonio Jorge Chebab, Antonio Vale Mello, Dom Barreto e José Maria Miranda entre a Praça da República e Justino França
  • Ruas Pedro Consulente e Luiz Duarte entre Angelo Ongaro e Praça da República
  • Ruas Arlete Maria de Marchi entre Praça Manoel de Vasconcelos e Rua Ângelo Ongaro
  • Rua Justino França entre Ângelo Ongaro e José Maria Miranda
  • Rua Angelo Ongaro entre Avenida Rebouças e José Maria Miranda
  • Rua Bandeirantes entre a Justino França e Avenida 7 de Setembro
  • Praça da República entre Avenida Júlia Vasconcelos Bufarah e Rua Dom Barreto
  • Praça Manoel de Vasconcellos entre a Rua Dom Barreto e Praça das Bandeiras
  • Rua Emílio Leão Brambila entre as Avenidas 7 de Setembro e Rebouças.
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora