04 de julho de 2020 Atualizado 22:26

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

covid-19

Casos de coronavírus ocupam 58% das UTIs do Hospital Estadual Sumaré

Dos 24 leitos de UTI do hospital, 14 têm pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19

Por Marina Zanaki

24 abr 2020 às 20:18 • Última atualização 27 abr 2020 às 10:44

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital Estadual Sumaré por pacientes com suspeitas ou confirmados para o novo coronavírus (Covid-19) é de 58% nesta sexta-feira (24).

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, dos 24 leitos de terapia intensiva, 14 estão ocupados com pacientes relacionados ao coronavírus.

O hospital não informou quantos desses receberam resultado positivo para a doença e nem quantos dos outros 10 leitos de terapia intensiva estão ocupados com pacientes com outras doenças.

A taxa de ocupação da UTI está semelhante ao observado no Estado de São Paulo, mas abaixo do percentual da capital.

Segundo a Secretaria do Estado da Saúde, a taxa de ocupação dos leitos para atendimentos Covid-19 em UTI no Estado de São Paulo está em 57,7%, aumento superior a dois pontos percentuais nas últimas 24 horas.

Na Grande São Paulo, o aumento foi de quase três pontos percentuais entre quinta e sexta-feira, saltando de 74% para 76,9%.

REFERÊNCIA

Na rede municipal de Sumaré, os pacientes graves e que precisam de UTI são transferidos para o Hospital Estadual. Segundo a prefeitura, essa solicitação tem levado cinco horas para ser atendida.

A cidade tem sete pacientes internados na Unidade Respiratória da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Marcarenko, nenhum deles em estado grave.

“Para a transferência, os pacientes têm de estar intubados e inseridos na Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde). No momento, nenhum paciente da Unidade Respiratória aguarda transferência”, explicou a prefeitura.

O Hospital Estadual Sumaré é referência por meio da Cross, e, portanto, não recebe apenas casos da cidade.