21 de abril de 2021 Atualizado 11:27

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

COVID-19

Sumaré terá sete pontos de vacinação para idosos com mais de 90 anos

Campanha começa na segunda-feira; é necessário levar RG e comprovante de residência para poder receber a dose

Por André Rossi

03 fev 2021 às 16:27

A Secretaria de Saúde de Sumaré terá sete pontos de vacinação para imunizar os idosos com mais de 90 anos. A campanha começa na segunda-feira (8), seguindo o Plano de Imunização do Governo do Estado.

Os pontos de vacinação vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Esses locais seguirão oferecendo a vacina para os profissionais de saúde.

A estimativa da secretaria de Saúde, com base nos dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), é que cerca de 300 idosos com 90 anos ou mais residem em Sumaré. Para se vacinarem, os idosos devem apresentar RG e comprovante de residência na cidade.

Confira os endereços:

– CCTI (Centro de Convivência da Terceira Idade) *Exclusivo para vacinação de idosos com 90 anos ou mais*: Avenida Brasil, nº 1.111, Jardim Nova Venza;

– Região Central: Centro Esportivo “Vereador José Pereira” – Rua Sebastião Raposeiro Júnior, nº 261, Vila Yolanda Costa e Silva;

– Picerno: EM Profª Neusa de Souza Campos – Rua das Rosas, nº 320, Parque Rosa e Silva;

– Nova Veneza: EE Ângelo Campo Dall’orto – Avenida São Paulo, nº 466, Jardim Nova Veneza (entrada pela Rua Ceará);

– Área Cura: EM Anália Oliveira Nascimento – Rua Maria Conceição da Rocha Ferraz, nº 565, Jardim Bom Retiro;

– Maria Antônia: EE Maria de Lourdes Martins – Rua Osvaldo Vacari, nº 777, Jardim Maria Antonia;

– Matão: EM Jardim Lúcia – Avenida Emílio Bosco, nº 965, Jardim Lúcia.

 O prefeito Luiz Dalben (PL) pede que a população compreenda a situação e aguarde o recebimento de novas doses da vacina.

“Enquanto isso, e mesmo para aqueles que já tomaram a primeira dose, é fundamental manter as medidas preventivas para que possamos barrar o avanço de contágio pelo coronavírus”, disse o prefeito.

Para os profissionais da saúde, será obrigatório apresentar documento original que comprove o vínculo empregatício do trabalhador com o serviço de saúde, como Carteira de Trabalho e registro da pessoa no CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde).

Balanço divulgado pela prefeitura nesta quarta-feira (3) aponta que cerca de 4 mil pessoas já foram imunizadas na cidade. Desse total, 209 são idosos que residem em ILPIs (Instituições de Longa Permanência).

Publicidade