10 de agosto de 2020 Atualizado 10:35

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Sumaré tem novo recorde com oito mortes confirmadas por coronavírus

Município tem 991 casos confirmados da doença, dos quais 799 estão curados, 102 estão em isolamento domiciliar, 24 estão internados e 66 morreram

Por Marina Zanaki

08 jul 2020 às 19:15 • Última atualização 08 jul 2020 às 20:52

Sumaré teve um novo recorde de confirmações de mortes provocadas pelo novo coronavírus (Covid-19) em um único boletim.

A prefeitura informou oito mortes nesta quarta-feira (8), que ocorreram entre o final de junho e início de julho, e chegou a 66 vítimas fatais da Covid-19. Até então, o maior número de mortes em um único boletim havia sido sete.

A primeira morte foi no dia 24 de junho. A paciente era uma mulher de 89 anos, com comorbidade, que estava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Macarenko.

No dia 29 de junho, morreram três pacientes internados nessa mesma UPA. As vítimas foram uma mulher de 40 anos, com comorbidade; um homem de 72 anos, sem comorbidade; e um homem de 83 anos, com comorbidade.

No dia 1° de julho, duas pessoas morreram com coronavírus na cidade. Os pacientes eram um homem de 84 anos e uma mulher de 88 anos. Ambos tinham comorbidades e estavam na UPA Macarenko.

Um homem de 66 anos morreu no dia 2 de julho no Hospital Municipal de Nova Odessa. Ele não tinha comorbidade.

A morte mais recente informada pela prefeitura nesta quarta-feira foi de uma mulher de 73 anos, com comorbidade, que morreu no sábado (4) na UPA Macarenko.

Sumaré tem 991 casos confirmados da doença, dos quais 799 estão curados, 102 estão em isolamento domiciliar, 24 estão internados e 66 morreram.

A cidade tem 102 moradores internados com suspeita para a doença e investiga outras 13 mortes suspeitas.