22 de maio de 2022 Atualizado 16:31

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Reajuste

Sumaré aplica reajuste de 13,7% para a taxa de água e esgoto na cidade

Novos valores começam a valer a partir do dia 7 de fevereiro, segundo a BRK Ambiental

Por Caio Possati

22 Janeiro 2022, às 08h27

A tarifa de água e esgoto cobrada em Sumaré vai sofrer um reajuste de 13,7% a partir do dia 7 de fevereiro. A correção do valor, que levou em consideração o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de dois anos anteriores, vai servir para todas as categorias e faixas de consumo prevista na oferta do serviço.

A atualização dos preços foi publicada por meio de resolução pela Ares PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), que acompanhou e aprovou os novos valores.

Com o reajuste,  o valor a ser pago pelo abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto na categoria residencial e dentro da tarifa mínima (de 0 a 10m³), que considera o m³ de água a R$ 2,94, subirá de R$ 51,80 para R$ 58,80, a partir do próximo mês.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

De acordo com a BRK Ambiental, empresa responsável pelo serviço de saneamento básico em Sumaré desde 2015, o novo valor da taxa foi definido a partir do soma do IPCA de outubro de 2019 a setembro de 2020 (3,14%), com o IPCA de outubro de 2020 a setembro de 2021 (10,25%).

Ainda segundo a empresa, a última vez que os valores foram reajustados foi em março de 2021, quando as tarifas tiveram um aumento de 7,55% referente às recomposições inflacionárias não corrigidas em 2018 e 2019.  

Além da taxa de água e esgoto, Sumaré também terá o mesmo reajuste de 13,7% para os Preços Públicos dos Demais Serviços, que incluem os trabalhos de ligação de água, instalação de hidrômetro e regularização de cavaletes, além de outros serviços. A partir do mês de fevereiro, o preço para  instalar ou substituir um hidrômetro de 25 mm vai passar de R$ 173,70 para 197,80.

Publicidade