08 de março de 2021 Atualizado 22:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Sumaré

Primeira vacina em Sumaré é aplicada em técnica de enfermagem de 35 anos

Carolina Lopes atua na Atenção Básica de Saúde de Sumaré e atualmente trabalha no "gripário" da Unidade de Saúde do Florely

Por Leonardo Oliveira

21 jan 2021 às 18:23 • Última atualização 21 jan 2021 às 19:39

Sumaré começou, na tarde desta quinta-feira (21), a aplicar as vacinas contra a Covid-19. A primeira que recebeu o imunizante foi a técnica de enfermagem Carolina Lopes, de 35 anos.

Primeira vacina sendo aplicada em Sumaré – Foto: Reprodução / Facebook

Ela atua na Atenção Básica de Saúde de Sumaré e atualmente trabalha no “gripário” da Unidade de Saúde do Florely.

A prefeitura transmitiu o momento da vacinação, ao vivo, em sua página no Facebook. O prefeito Luiz Dalben (Cidadania) e o deputado estadual Dirceu Dalben (PL) estiveram presentes.

“O número que nós recebemos de vacina ainda está distante do que a gente precisa para vacinar a toda a população da cidade de Sumaré, os profissionais de saúde e o pessoal da melhor idade. Por isso, o Estado definiu essa prioridade de vacinação e a gente tá seguindo esse protocolo, que é muito importante”, disse o prefeito de Sumaré.

A cidade recebeu 2.680 doses da vacina, número bem abaixo das 30 mil pessoas que fazem parte do grupo prioritário que estavam planejadas para serem imunizadas na primeira fase da campanha.

Isso tem a ver com o baixo número de vacinas disponíveis, que fez com que o Estado suspendesse o cronograma inicial de envio para os municípios. Com isso, os idosos ficaram de fora desse primeira leva, que vai priorizar os profissionais da saúde.

O Instituto Butantan aguarda a chegada de insumos, da China, para poder fabricar mais doses da CoronaVac. Já o governo federal viu fracassar a entrega de um lote de 2 milhões de vacinas da Universidade de Oxford e da empresa AstraZeneca adquiridas pelas Fiocruz, que viriam da Índia.

Publicidade