23 de outubro de 2020 Atualizado 23:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Sumaré

Obra na ETA II pode deixar 32 bairros de Sumaré sem água nesta terça

BRK Ambiental está realizando a terceira etapa de modernização da Estação de Tratamento de Água do Parque Itália

Por Leonardo Oliveira

29 set 2020 às 10:55 • Última atualização 29 set 2020 às 16:34

A BRK Ambiental, concessionária dos serviços de água e esgoto em Sumaré, programou para esta terça-feira (29) mais uma etapa da ampliação da ETA II (Estação de Tratamento de Água) do Parque Itália. A intervenção pode deixar 32 bairros da cidade com oscilações no serviço.

Os seguintes bairros serão afetados: Conjunto Habitacional CDHU, Jardim Aclimação, Jardim Bom Retiro, Jardim São Judas Tadeu I, Parque Bandeirantes, Residencial Recanto das Árvores, Vila Operária, Residencial Emilio Bosco, Condomínio Jatobá, Jardim Barcelona, Jardim Casa Verde, Jardim das Estâncias, Jardim Eunice, Jardim Martins, Jardim Minezotta, Jardim Nova Terra, Jardim Paraíso I, Jardim Paraíso II, Jardim Santa Clara, Jardim Santa Julia, Jardim Santa Rosa, Jardim São Geronimo, Jardim São Luis, Parque Fantinatti, Parque Residencial Regina, Residencial Ideal Flamboyant, Residencial Parque Pavan, Vila Diva, Chácara Novo Horizonte, Parque Progresso I, Parque Progresso II e Jardim Lucia.

A previsão é de que o abastecimento seja totalmente regularizado até o fim da tarde desta terça-feira, segundo a concessionária. Em caso de dúvidas, a população pode entrar em contato com a concessionária pelo 0800 771 0001. A ligação é gratuita e o atendimento funciona 24 horas por dia.

A obra

Segundo a BRK, está em execução a terceira e última fase da obra, que já teve 81% dos trabalhos realizados. Essa etapa consiste na implantação de um sistema de geração e dosagem de hipoclorito e na execução das novas instalações elétricas e de automação na estação de tratamento de água.

As mudanças ampliarão a disponibilidade de água para 190 mil moradores, diz a concessionária. Todas as instalações elétricas da ETA II serão substituídas por novas, mais modernas e com maior potência, de acordo com a BRK.

“Além disso, a estação contará com um sistema de automação dos equipamentos, o que trará um ganho em eficiência e confiabilidade do sistema”, explica Heitor Mendonça, gerente de engenharia da BRK Ambiental em Sumaré.

A previsão é que a obra seja concluída no final deste ano.

Publicidade