15 de setembro de 2021 Atualizado 17:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Sumaré 153 anos

Novos viadutos preveem remodelagem no transporte de Sumaré

Objetivo é interligar o município e escoar o trânsito com os três dispositivos

Por Pedro Heiderich

26 jul 2021 às 07:45

Os novos viadutos em Sumaré preveem uma remodelagem do transporte coletivo e uma tarifa de ônibus menor do que a atual. O município será beneficiado com a construção de três novos dispositivos, sendo dois na região central e outro na região do Jardim Picerno, todos sobre a linha férrea. Os viadutos serão construídos pela concessionária Rumo, responsável pela ferrovia.

Um dos viadutos deve ligar a Avenida Ivo Trevisan com a Avenida Assef Maluf, do Centro ao Picerno. Outro conectará o Jardim Primavera até a região central, ligando também ao bairro São Domingos. Por fim, um terceiro dispositivo viaduto ligará a Estrada Municipal Teodor Condiev, que vai para Hortolândia, à região do Jardim Nova Veneza, fazendo a travessia para a Estrada do Barreiro e Avenida da Amizade.

“Vai melhorar o fluxo tanto de quem vem de Nova Odessa e Americana no sentido Rodovia Anhanguera quanto o oposto. E também quem andar na cidade terá o trânsito desafogado, conseguindo circular e transitar pelas ruas de Sumaré, garantindo mais desenvolvimento e crescimento”, diz o prefeito Luiz Dalben (Cidadania).

A melhora do fluxo visa atrair mais empresas e valorizar os negócios no município. “Com a construção dos viadutos vamos criar uma tarifa [de ônibus] menor, pois será repensada toda a modelagem de transporte público da cidade. O acesso ficará mais fácil e mais rápido, tanto aos centros comerciais quanto às regiões de Sumaré”, ressalta o prefeito.

No último dia 16, uma reunião entre autoridades de Sumaré e a equipe da Rumo tratou do projeto, que está em fase final de elaboração. “Os viadutos vão beneficiar na ligação do Centro mais antigo com distritos como Nova Veneza, Área Cura, Maria Antonia, Picerno. Vai ligar a parte antiga com os bairros novos, que cresceram, de fora para dentro”, aponta o deputado estadual Dirceu Dalben (PL).

De acordo com ele, o prazo para que a Rumo construa os viadutos é de cinco anos. Há uma previsão de que o primeiro saia em até dois anos ou menos.

O secretário de Mobilidade Urbana de Sumaré, Roberto Vensel, observa ao LIBERAL que a cidade cresceu de forma “muito espalhada”, com seis regiões administrativas distintas, além de ser cortada por duas rodovias, uma ferrovia e o Ribeirão Quilombo.

“Tudo isso criou dificuldades na malha viária, que exigem grandes investimentos para serem sanadas. Os viadutos vão possibilitar uma melhoria significativa na mobilidade urbana da população e, sem dúvidas, é um investimento que trará diversos benefícios para os moradores e para o desenvolvimento da cidade”.

IMPORTÂNCIA

Advogado especialista em mobilidade urbana, Thiago Tifaldi ressalta que o papel dos viadutos é criar condições para que pessoas e bens possam circular pela cidade.

“Se os viadutos contemplarem o máximo possível de intermodalidade (pedestres, ciclistas, patinetes, veículos automotores) será melhor não somente para Sumaré, mas para a região, que alcança os objetivos fundamentais de redução de desigualdades regionais e sociais”, explica.

O advogado afirma que os viadutos vão afetar toda a região. “É preciso fazer estudos prévios, de impacto de vizinhança, trânsito, ambiental. O Plano Diretor auxilia o gestor público a adotar as melhores soluções, criando condições para que a intermodalidade dialogue entre si. A engenharia civil deverá prever fluxo e polos geradores de trânsito”.

Publicidade