Homem encontrado morto com pés e mãos amarrados é de Sumaré

Anderson Gomes Romeo, de 29 anos, estava preso em regime semiaberto em Sorocaba e era dado como foragido


O corpo do homem que foi encontrado com pés e mãos amarrados na semana passada, em uma escola de Sorocaba, foi identificado como sendo de Anderson Gomes Romeo, de 29 anos, nascido em Sumaré. A identificação foi possível após digitais colhidas pela perícia técnica da Polícia Civil.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Clique aqui e envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Consta no boletim de ocorrência registrado em Sorocaba que ele estava foragido da Penitenciária Doutor Danilo Pinheiro, que fica na mesma cidade. Anderson, que estava cumprindo regime semiaberto por roubo e associação criminosa, constava como foragido desde 8 de janeiro deste ano.

Foto: Google Maps
Escola Municipal Paulo Fernando Nóbrega Tortello

No dia seguinte (9), o corpo dele foi localizado na quadra da Escola Municipal Paulo Fernando Nóbrega Tortello, no bairro Laranjeiras, em Sorocaba. Uma funcionária abriu o espaço para atividades recreativas de férias quando foi informada que havia uma pessoa sem vida no local.

Polícia Militar e Samu (Serviço de Atendimento Móvel e Urgência) foram acionados, mas a vítima já estava morta. O corpo estava encapuzado e com as mãos e pés amarrados. Após uma semana, a Polícia Civil conseguiu revelar a identidade do sumareense.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba ficou responsável pelas investigações. As autoridades tentaram encontrar familiares de Anderson, mas não conseguiram. Ele estava morando na rua antes de ser preso.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora