18 de abril de 2021 Atualizado 09:30

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Ex-secretário de Sumaré, J.J. Haddad Araújo morre vítima da Covid-19

Membro do primeiro escalão do governo Bacchim, ele havia perdido os pais e irmã para a doença recentemente

Por Rodrigo Alonso

04 abr 2021 às 18:38

Ex-secretário de Educação e Segurança Pública de Sumaré, João José Haddad Araújo morreu vítima do novo coronavírus (Covid-19) neste sábado (3), aos 58 anos, após ter perdido três familiares para a doença desde 20 de fevereiro. Ele faleceu em Cuiabá (MT), onde morava.

O vírus já havia tirado as vidas de seus pais, Octacílio dos Santos Araújo e Geny Maria Haddad Araújo, e da irmã Monique Haddad Araújo, segundo reportagem do G1 Mato Grosso. O LIBERAL não conseguiu contato com a família.

J.J. comandou as pastas de Educação e Segurança Pública em Sumaré – Foto: Reprodução / Facebook

J.J. – como João é conhecido – trabalhou na Prefeitura de Sumaré durante o governo José Antonio Bacchim, que comandou a cidade entre 2005 e 2012 “Uma pessoa muito decente, muito honesta. Só tenho elogios a fazer”, disse o ex-chefe de Executivo.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

O presidente da Câmara Municipal, Willian Souza (PT), também se manifestou sobre a perda nas redes sociais. “Deixa seu legado em nossa cidade e memórias incontestáveis. Minha solidariedade a toda família”, escreveu.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O pai de J.J., Octacílio, também tem um histórico na administração sumareense, como secretário de Planejamento, além de outros cargos públicos que ocupou na cidade. Ele atuou, inclusive, como procurador federal e secretário de Segurança Pública do Estado de Mato Grosso.

Monique, por sua vez, foi vereadora de Chapada dos Guimarães (MT) entre 2013 e 2016.

Publicidade