01 de dezembro de 2020 Atualizado 11:46

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Sumaré

DIG de Americana prende autor de disparos em tentativa de homicídio em Sumaré

Polícia buscava terceiro participante de crime ocorrido em setembro, na cidade

Por João Colosalle

23 out 2020 às 11:54 • Última atualização 23 out 2020 às 16:52

Agentes da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana prenderam nesta sexta-feira (23) o atirador de um caso de tentativa de homicídio em Sumaré, ocorrido em setembro.

A polícia já havia prendido no mês passado duas pessoas que teriam envolvimento com o crime, motivado, segundo as investigações, por uma briga de bar dias antes.

Apontado pela polícia como atirador foi preso nesta sexta em Sumaré – Foto: Divulgação

Desde então, as investigações tentavam prender o atirador. Segundo informação da DIG, Jeferson da Silva Pereira, de 25 anos, foi encontrado na manhã desta sexta no condomínio Águas de Araxá, na região de Nova Veneza, em Sumaré.

O caso
No dia 28 de setembro, a delegacia já havia deflagrado operação para prender o motoboy Renato da Silva Pereira, de 29 anos, e o auxiliar de produção Ronaldo de Carvalho, de 40 anos, apontados como partícipes do crime.

Segundo as investigações da DIG, a motivação do crime seria uma briga de bar ocorrida dias antes do crime entre a vítima e o atirador, que já tem passagem por tráfico.

https://liberal.com.br/wp-content/uploads/2020/09/WhatsApp-Video-2020-09-28-at-09.18.36.mp4

Um vídeo divulgado pela polícia mostra Jeferson chegando na casa da vítima e atirando em sua direção com uma pistola .380, que foi comprada no mesmo dia.

Nove tiros foram disparados, sendo que quatro deles acertaram a vítima na nádega, joelho, pé e coxa. Apesar dos ferimentos, a vítima sobreviveu.

Depois dos disparos, conforme as imagens, o acusado corre sentido a uma viela e some do ângulo de visão da câmera. Ele teria recebido ajuda do motoboy Renato, que é seu irmão, para fugir do local.

O outro detido, Ronaldo, que aparece de camiseta rosa no vídeo, serviu como “isca” para atrair a vítima para a frente da residência.

Na prisão feita em setembro, a polícia achou na casa de Renato cerca de 566 g de maconha distribuídos em um tablete e em porções fracionadas prontas para venda.

Na ocasião, segundo o delegado responsável pelo caso, José Donizete de Melo, da DIG, os três homens foram indiciados por tentativa de homicídio e foi decretada uma prisão temporária de 30 dias. Todos foram reconhecidos pela vítima.

Os veículos utilizados no crime, um automóvel e uma motocicleta, foram apreendidos.

Publicidade