04 de julho de 2020 Atualizado 10:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Flexibilização

Comércio e escritórios poderão funcionar das 10 às 14 horas em Sumaré

Decreto publicado pela prefeitura nesta sexta-feira ainda permite que shopping e galerias fiquem abertos das 16 às 20 horas

Por Rodrigo Alonso

30 Maio 2020 às 11:08 • Última atualização 31 Maio 2020 às 07:14

As lojas de rua, concessionárias, escritórios e imobiliárias de Sumaré poderão funcionar apenas das 10 às 14 horas a partir desta segunda-feira (1º), segundo decreto publicado pela prefeitura nesta sexta (19).

O documento ainda permite que o shopping ParkCity e as galerias da cidade fiquem abertos das 16 às 20 horas. Os estabelecimentos estão impedidos de abrir desde o dia 24 de março, por força da quarentena imposta pelo governo estadual devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Medida regulamenta reabertura de comércios na cidade, como shoppings, por exemplo – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

As determinações do município seguem os parâmetros do decreto publicado pelo Estado na última quinta (28), que limita em quatro horas o período de funcionamento de serviços não essenciais na RPT (Região do Polo Têxtil).

Todos os estabelecimentos também devem operar com, no máximo, 20% da capacidade total.

O decreto municipal tomou como base uma reunião do Comitê de Prevenção e Enfretamento ao Coronavírus, de acordo com o Executivo.

Nesta sexta, Secretaria Municipal de Saúde também publicou uma nota técnica com procedimentos que devem ser adotados pelas empresas durante a retomada gradual das atividades não essenciais.

No documento, a pasta exige que os estabelecimentos mantenham afastados ou em trabalho remoto colaboradores do grupo de risco, disponibilizem álcool em gel 70% para funcionários e clientes e proíbam a entrada de pessoas que não estiverem com máscara de proteção.

Deverá haver, ainda, uma distância mínima de 2 metros entre os consumidores nas filas dos caixas e balcões de atendimento.

Sumaré é a cidade da RPT com maior número de contaminações por Covid-19. Até esta sexta, a cidade havia registrado 179 ocorrências, com dez óbitos, e contabilizava 81 casos suspeitos.

Medidas a serem oficializadas pelas outras cidades da RPT

AMERICANA

  • quatro horas de funcionamento para lojas de rua, concessionárias e escritórios, sem expediente pré-definido pelo poder público
  • 20% da capacidade de atendimento

HORTOLÂNDIA

  • seis horas de funcionamento para lojas de rua, concessionárias e escritórios, das 10h às 16h
  • 20% da capacidade de atendimento
  • quatro horas de funcionamento para os shoppings center, sem expediente pré-definido pelo poder público

NOVA ODESSA

  • quatro horas de funcionamento para lojas de rua, concessionárias e escritórios, sem expediente pré-definido pelo poder público
  • 20% da capacidade de atendimento

SANTA BÁRBARA D’OESTE

  • quatro horas de funcionamento para lojas de rua e escritórios, de segunda a sexta-feira, das 10h às 14h, e aos sábados das 9h às 13h
  • 20% de capacidade de atendimento
  • quatro horas de funcionamento para os shoppings center, sem expediente pré-definido pelo poder público.

Podcast Além da Capa
O novo coronavírus representa um desafio para a estrutura de saúde de Americana, assim como outros municípios da RPT (Região do Polo Têxtil), mas não é o primeiro a ser encarado. H1N1, dengue, malária, febre maculosa. Outras doenças também modificaram rotinas, exigiram cuidados além do trivial – ainda que não tenha havido quarentena, como agora – e servem de experiência para traçar paralelos com o atual cenário. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com a repórter Marina Zanaki, que assina uma série de reportagens sobre outras epidemias em Americana.