Cinco são detidos em Sumaré por suspeita de roubos a residência

Suspeita é de que o grupo tenha envolvimento em pelo menos três casos, incluindo o assalto a casa de um guarda municipal em maio


Cinco pessoas foram detidas na madrugada desta quarta-feira no Matão, em Sumaré, suspeitas de integrarem uma quadrilha de roubo a residência. A suspeita é de que o grupo tenha envolvimento em pelo menos três casos.

Dois detidos foram reconhecidos por vítimas, segundo a PM (Polícia Militar). Uma adolescente também foi conduzida para a delegacia, mas acabou liberada.

Foto: Polícia Militar / Divulgação
Policiais recuperaram diversos itens que teriam sido levados das casas na ação de bandidos

De acordo com a PM, uma denúncia anônima apontava que um casal armazenava drogas e concedia abrigo a um foragido da Justiça em um apartamento. Os agentes foram até o imóvel e encontraram a porta semiaberta.
No apartamento havia seis pessoas. A polícia constatou que um dos homens era foragido da Justiça, mas não foi informado por qual crime.

Um revólver calibre 38 com numeração suprimida foi localizada e o foragido confessou ser de sua propriedade.

Ainda em buscas pelo imóvel, foi localizada uma mochila com entorpecentes: 231 invólucros com crack, um tijolo e um saco a granel de maconha. O casal dono do apartamento confirmou que as drogas eram deles, mas não revelaram a procedência.

Diversos celulares foram apreendidos, além de televisões, caixas de som, roupas, entre outros produtos, supostamente fruto de roubo. Uma mini motocicleta foi localizada e reconhecida pelo proprietário, vítima de roubo a residência.

O caso foi apresentado no 4º DP (Distrito Policial) de Sumaré. A SSP (Secretaria de Segurança Pública) foi procurada para confirmar quais dos detidos ficaram presos e por quais crimes, mas não houve retorno até o fechamento desta edição.

Guarda

O grupo é suspeito de ter assaltado a residência de um guarda municipal de 42 anos. O crime ocorreu no dia 10 de maio, às 23h30, na Avenida Carlos Basso, no Residencial Portal Bordon.

Além do agente, estavam na casa a esposa dele, a filha e o genro. De acordo com o boletim de ocorrência, um dos suspeitos estava com um revólver calibre 38 e chegou a agredir as vítimas.

Eles fugiram da casa em uma Chevrolet Montana branca, que era da família, carregada com vários aparelhos eletrodomésticos, dinheiro, celulares e calçados.

A PM conseguiu deter um suspeito de 24 anos naquela noite, que foi reconhecido como aquele que estava armado. Outro suspeito foi identificado, mas não localizado.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora