06 de junho de 2020 Atualizado 08:59

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

obra

BRK Ambiental inicia implantação de nova rede de água em Sumaré

Obra irá beneficiar 31 bairros das regiões de Área Cura e Nova Veneza, com investimento de mais de R$ 1 milhão nos 75 metros de redes instalados

Por Isabella Holouka

08 abr 2020 às 15:21 • Última atualização 08 abr 2020 às 20:42

A BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto de Sumaré, iniciou nesta semana a implantação de uma nova rede de água sob a Rodovia Anhanguera. A obra irá beneficiar 82 mil moradores de 31 bairros das regiões de Área Cura e Nova Veneza, com investimento de mais de R$ 1 milhão nos 75 metros de redes instalados.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

O trecho da rede instalado sob a rodovia faz parte da rede responsável por levar água tratada do Centro de Reservação San Martin até a Estação de Bombeamento de Água Aclimação.

Com 500 milímetros de diâmetro, a rede será em aço, material resistente a rupturas e que apresenta necessidade de manutenções menos frequentes. Para evitar transtornos à população, a concessionária optou por utilizar um método não destrutivo.

A rede atualmente existente no local é de 250 milímetros e de PVC. Por isso, a nova instalação vai permitir a disponibilização de mais água e com mais regularidade no abastecimento.

“Antes de iniciarmos a instalação da rede, implantaremos um túnel de 75 metros sob a rodovia Anhanguera, com diâmetro de 1,60 metros, feito em chapas de aço montadas e instaladas manualmente no local, uma técnica conhecida como “túnel linner”. Este método construtivo é chamado de não destrutivo, pois não exige abertura de valas. A escavação do túnel avança conforme as chapas são instaladas, dando sustentação ao solo. E, posteriormente, iniciamos a instalação da rede dentro desse túnel”, explicou Fernando Mangabeira, diretor da BRK Ambiental em Sumaré.

Foto: Arquivo/O Liberal
Obra irá beneficiar 82 mil moradores de 31 bairros das regiões de Área Cura e Nova Veneza

A previsão é que a obra tenha duração de aproximadamente quatro meses. Na fase final da intervenção, haverá a necessidade de interrupção no abastecimento de água para realizar a interligação da nova rede instalada à rede já existente. A concessionária irá avisar com antecedência os moradores sobre a oscilação no abastecimento de água.

Obra complementar

A concessionária executa desde dezembro a instalação de uma nova adutora de água tratada, a Adutora Bandeirantes-Calegari, que vai beneficiar 82 mil moradores de 31 bairros das regiões de Área Cura e Nova Veneza. O investimento da concessionária é de R$ 2,6 milhões.

Com dois quilômetros de extensão e 300 milímetros de diâmetro, a adutora será de PVC e vai levar água tratada da Estação de Bombeamento Aclimação, no Jardim Aclimação, até o reservatório Calegari, no Jardim Calegari. O objetivo é aumentar a disponibilidade de água para os moradores de 31 bairros, explica o diretor da BRK Ambiental de Sumaré.

Atualmente o reservatório Calegari recebe água da estação de bombeamento Aclimação por meio de duas adutoras, sendo uma de diâmetro 250 mm e outra de diâmetro 300mm. No entanto, a rede 300mm não percorre todo o trecho, indo até a esquina das ruas Engenheiro Jaime Pinheiro Ulhoa Cintra e Marcos Dutra Pereira, onde ela interliga-se com a rede de 250mm. A partir desse ponto segue apenas a rede de 250mm até o reservatório Calegari.

“A adutora Bandeirantes-Calegari vai dar continuidade à rede de 300mm do ponto onde hoje ela termina até o reservatório Calegari. Isso proporcionará a criação de uma rede de abastecimento dedicada ao reservatório Calegari. O sistema de abastecimento ficará mais flexível, haverá ganho de vazão e a melhora do nível de reservação e consequente disponibilidade de água”, ressalta o diretor.

Em caso de dúvidas, a população pode entrar em contato com a concessionária por meio dos seguintes canais: telefone 0800 771 0001, com ligação gratuita e atendimento funciona 24 horas por dia, site e redes sociais da BRK Ambiental.

Além da capa

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Ministério Público do Trabalho da 15ª Região, que atende 599 municípios do interior de São Paulo, incluindo a RPT (Região do Polo Têxtil), já recebeu 490 denúncias de irregularidades trabalhistas relativas à Covid-19. O Além da Capa aborda o assunto nesta quarta-feira.

{{1}}