Auxiliar é acusado de agredir companheira duas vezes no mesmo dia

Homem foi preso, mas acabou liberado após audiência de custódia; vítima diz que o agressor ainda ameaçou jogá-la do quarto andar


Um auxiliar de mecânico de 22 anos foi preso em flagrante acusado de bater duas vezes em sua companheira no mesmo dia, na segunda-feira (24), em Sumaré. Em audiência de custódia realizada nesta terça (25), o acusado foi liberado, segundo seu advogado, Lucas Torrezan.

O caso aconteceu no Parque Pavan, por volta das 7h. Policiais militares foram chamados ao local e encontraram a mulher, de 21 anos, com lesões na cabeça e no rosto, além de marcas de esganadura no pescoço. A vítima disse aos PMs que eles se desentenderam durante uma festa de Carnaval.

Foto: Prefeitura de Sumaré/Divulgação
A vítima recebeu atendimento na UPA do Matão, em Sumaré

Ela foi agredida com um capacete e deixada no local pelo homem, segundo contou. Socorrida a uma unidade de saúde, foi medicada, liberada e voltou ao apartamento onde mora com o suspeito para pegar suas coisas, mas foi agredida novamente. O homem ainda ameaçou jogá-la pelo quarto andar do prédio, de acordo com o relato da vítima à polícia.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

A mulher foi encaminhada à UPA (Unidade de Pronto Atendimento do Matão). A reportagem telefonou para a unidade, que informou que não passaria informações por telefone sobre o estado de saúde da vítima.

O caso foi registrado como tentativa de feminicídio. De acordo com o advogado, o delito foi reclassificado depois para lesão corporal. Segundo Torrezan, seu cliente não se manifestou a respeito da agressão, o que deve acontecer mais adiante no processo, na audiência de instrução.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A mobilização em Americana e Santa Bárbara em torno do Carnaval, a festa mais popular do País, é o assunto dessa edição do podcast “Além da Capa”. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora