30 de maio de 2020 Atualizado 14:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Reajuste

Ares-PCJ define reajuste de 2,89% na conta de água de Sumaré

Data em que os valores serão atualizados ainda não foi definida pela BRK Ambiental por conta da pandemia do novo coronavírus

Por André Rossi

14 Maio 2020 às 08:41 • Última atualização 14 Maio 2020 às 09:41

A tarifa de água e esgoto de Sumaré terá um reajuste de 2,89%. O percentual é referente a inflação calculada pelo IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo) nos últimos 12 meses e já foi autorizado pela Ares-PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí).

De acordo com a agência, os novos valores podem ser praticados a partir de julho. Entretanto, a BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto da cidade, informou que ainda avalia os prazos para aplicação do reajuste por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A publicação que oficializou a alteração é do dia 5 de maio. O pedido de reajuste tarifário anual foi apresentado pela BRK Ambiental no dia 25 de novembro de 2019. A Ares-PCJ concluiu os estudos e definiu pela concessão das perdas inflacionárias no dia 20 de março.

“O objetivo é manter o equilíbrio econômico-financeiro do prestador de serviços, assegurar a modicidade tarifária aos usuários e melhorar, constantemente, a qualidade dos serviços de saneamento prestados em Sumaré”, justificou a agência.

Com a atualização, a tarifa para até 10 m³ de água na categoria residencial vai de R$ 2,41 para R$ 2,48, enquanto a de coleta de esgoto sobe de R$ 1,93 para R$ 1,99. O valor para tratamento de esgoto muda de R$ 0,48 para R$ 0,49.

Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.