28 de fevereiro de 2021 Atualizado 12:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Problema

Apenas uma agência dos Correios permanece aberta em Sumaré

Unidades de Matão e Nova Veneza foram fechadas durante a pandemia e não há previsão de reabertura

Por Heitor Carvalho

12 fev 2021 às 17:51 • Última atualização 15 fev 2021 às 09:15

A cidade de Sumaré está com apenas uma agência dos Correios, a do Centro, em funcionamento. As unidades de Matão e Nova Veneza foram fechadas e não há previsão de reabertura.

Segundo o sindicato do Sintect-Cas (Sindicato dos Trabalhadores em Correios de Campinas e Região), a medida tem relação com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A agência do Centro está aberta, mas com horário reduzido, das 9h às 13h. Na última segunda-feira (8), no entanto, a unidade da central também ficou fechada e voltou a funcionar na terça (9).

Apenas a agência localizada no Centro segue em funcionamento em Sumaré – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Nesta quinta-feira (11), o vereador Everton Rodrigo dos Santos, o Digão (DEM), chegou a apresentar uma moção de repúdio por conta do fechamento das unidades, visto que o município tem cerca de 286 mil habitantes.

O documento foi aprovado com 17 votos favoráveis durante a sessão ordinária da última terça. Segundo o parlamentar, a unidade do Centro tem registrado filas e aglomerações, “expondo os munícipes aos riscos de contágio do coronavírus”.

“Aproveito para clamar à Diretoria Executiva dos Correios a sensibilidade no sentido de não medir esforços para realizar, o mais breve possível, a abertura das agências de Nova Veneza e Matão”, disse Digão.

O vereador lembra que os protocolos de saúde de combate à Covid-19 sugerem que a população evite aglomerações, situação contrária ao que pode se observar na única agência dos Correios ainda em funcionamento em Sumaré.

Além de confirmar o problema das aglomerações na agência do Centro de Sumaré, Mauro Aparecido Ramos, diretor de imprensa do Sintect-Cas, afirmou que a agência de Matão foi fechada definitivamente.

Segundo ele, o atendimento para a região passou a ser feito pela unidade do Conjunto Habitacional Padre Anchieta, em Campinas.

A unidade de Nova Veneza, segundo Mauro, deve ser reaberta após o fim das medidas de quarentena impostas por conta da pandemia.

“Nós fizemos várias denúncias para a própria empresa e para o Ministério Público exatamente por conta da sobrecarga de trabalho por causa da redução do número de agências e de funcionários”, contou.

De acordo com o sindicato, durante a pandemia, Sumaré foi a única cidade da RPT (Região do Polo Têxtil) que teve agências fechadas. “A unidade da Avenida Rebouças, em Hortolândia, também fechou, mas foi antes”, afirmou.

“Isso está acontecendo no Brasil todo, não só aqui na região. Os fechamentos estavam previstos para antes da pandemia, mas como houve resistência, não fecharam. No entanto, quando veio a pandemia e vários trabalhadores foram para o serviço remoto, eles aproveitaram a oportunidade e fecharam”, conclui Mauro.

Em nota enviada ao LIBERAL, os Correios “lamentaram os transtornos”, mas não se posicionaram sobre o fechamento das unidades. Disseram que em função de “decretos municipais ou estaduais ou aos protocolos preventivos adotados pelos Correios (…) algumas unidades de atendimento sofreram alterações em seu funcionamento”.

“A empresa permanece à disposição pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo Fale Conosco, no site www.correios.com.br“, trouxe a nota.

Seguem abaixo os horários de atendimento da agência de correio de Sumaré e das unidades dos Correios nos municípios vizinhos:

UNIDADEHORÁRIO DE ATENDIMENTO
AC Sumaré 9h – 17h
AC Americana9h – 17h
AC Cidade Hortolândia9h – 17h
AC Nova Odessa9h – 13h
AC Padre Anchieta (Campinas)9h/12h – 13h30/16h
AC Santa Bárbara d’Oeste9h – 17h

Publicidade