Vereador causa ‘crise’ entre municípios de SB e Santo Antônio do Monte

Políticos mineiros não gostaram das declarações do vereador Celso Ávila sobre a indústria de fogos de artifício na cidade e ameaçam processá-lo


Foto: Arquivo / O Liberal
Ávila falou sobre um projeto de lei de sua autoria que proibia a venda e manuseio, na cidade, de fogos com barulho

Uma entrevista concedida há cerca de 10 dias pelo vereador Celso Ávila (PV), de Santa Bárbara d’Oeste, deu início a uma crise com gestores de Santo Antônio do Monte (MG). Os políticos mineiros não gostaram das declarações do parlamentar sobre a indústria de fogos de artifício na cidade e ameaçam processá-lo.

As declarações foram dadas durante entrevista ao programa Clube da Luzes, transmitido pela Rádio Luzes da Ribalta. Ávila falou sobre um projeto de lei de sua autoria – aprovado dias depois pela câmara – que proibia a venda e manuseio, na cidade, de fogos com barulho.

“É importante que se diga como são feitos os fogos. Na fabricação dos artefatos é utilizada uma mão de obra totalmente infantil e fora das condições trabalhistas. Tem uma cidade em Minas Gerais, Santo Antônio do Monte, em que se trabalha nessa indústria em condições sub-humanas”, disse o parlamentar.

O teor da entrevista se disseminou pelas redes sociais, chegando até o município mineiro, que reagiu solicitando direito de resposta a emissora e ameaçando o vereador com ações nas esferas cível e criminal.

“O prefeito Dinho Braz já entrou em contato com o prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Eduardo Andia, que o receberá para uma reunião, e fará também o uso da Tribuna Livre da Câmara da cidade, para desmentir as declarações difamatórias feitas”, diz a nota oficial divulgada pela assessoria de imprensa de Santo Antônio do Monte.

RECUO. Após a repercussão do caso, Celso Ávila gravou um vídeo, se desculpando pelas declarações. “Foi falado muita besteira em relação a Santo Antônio do Monte. Eu quero me retratar e pedir desculpas ao prefeito, que é autoridade máxima do município, à câmara de vereadores e às pessoas de bem da cidade, que eu tenho certeza, é a grande maioria”, declarou o vereador em um vídeo para as redes sociais.

Procurada, a assessoria de imprensa da prefeitura mineira informou que, apesar da retratação, a viagem do prefeito a Santa Bárbara d’Oeste e as medidas judiciais anunciadas estão mantidas.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora