Vendido por R$ 28,6 milhões, Vic Center tem novo dono

Mec Malls fecha acordo e assume mais de 70% das ações do centro de conveniência localizado em Santa Bárbara d’Oeste


O centro de conveniência Vic Center, em Santa Bárbara d’Oeste, tem um novo dono. O grupo Mec Malls fechou no dia 30 de abril um acordo de R$ 28,6 milhões para se tornar proprietário majoritário do empreendimento, com controle de mais de 70% das ações. Até então, o centro era 100% do Grupo Freisa, que continuará como acionista minoritário.

A informação foi confirmada ao LIBERAL por ambas as partes nesta segunda-feira. A negociação começou em dezembro do ano passado, de acordo com o administrador e acionista do Grupo Freisa, André Gontijo, que classificou a operação como uma “diluição de capital”.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Administrador de grupo que adquiriu centro de conveniência disse que já foram fechados seis novos contratos

“Essas pessoas [Mec Malls] aportaram um capital no Vic para que a gente possa subir mais um degrau de investimento. Vamos fazer uma obra gigantesca agora e vamos levar grandes lojistas para lá”, afirmou Gontijo.

O administrador da Freisa disse que já foram fechados seis novos contratos, que incluem “um grande player de locação de veículos, um grande pet shop que não tem no interior de São Paulo e restaurantes de renome nacional”. Os nomes só devem ser revelados dentro de 60 dias.

A Freisa comprou 100% do Vic Center em fevereiro de 2015. O LIBERAL apurou que a Mec Malls terá pelo menos 70% das ações e o restante continuará com a Freisa. A porcentagem final ainda está sendo calculada.

O sócio fundador da Mec Malls, Marcos Saad, informou que entre o valor para aquisição e os investimentos futuros, o grupo aplicará cerca de R$ 40 milhões no Vic Center. Com sede na Capital, a empresa atua na área há mais de 20 anos e possui ao menos 12 empreendimentos do gênero pelo País.

Saad garantiu que uma reforma será iniciada ainda neste ano, com conclusão prevista para o primeiro semestre de 2020. Ele justificou o investimento na unidade por conta do potencial da região e por estar em uma avenida consolidada para o comércio.

“Nesse momento, gera apreensão dos lojistas e consumidores, mas a nossa história nos credencia a realizar uma mudança no projeto que certamente trará orgulho para a cidade. Um centro comercial que vai atender a todas as necessidades dos lojistas e consumidores. A ideia principal é trazer grandes redes nacionais para fazer parte do projeto”, comentou Saad.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Estacionamento passou a ser administrado por uma empresa contratada

Uma das primeiras mudanças que já ocorreram é que o estacionamento do Vic Center passou a ser administrado por uma empresa contratada. Isso fez com que a gratuidade para estacionar durante o horário de almoço fosse revogada em 1º de junho.

O tema gerou requerimento na Câmara de Santa Bárbara d’Oeste, do vereador José Antonio Ferreira, o Dr. José (PSDB), questionando o motivo da mudança, já que o centro de conveniência abriga setores públicos como a Casa do Trabalhador, Banco do Povo e Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

De acordo com a superintendente do Vic Center, Cleide dos Santos, a situação ainda está sendo analisada, mas garantiu que não houveram reclamações da população.

“Antigamente, mesmo com a cancela levantada e a isenção até às 14 horas, as pessoas paravam do lado de fora, deixavam na avenida. E continuam fazendo a mesma coisa. E a gente verifica que a população, esses clientes que procuram esses serviços [públicos], vem de bicicleta, a pé ou de ônibus. De carro a gente não tem observado esse cliente, não”, disse Cleide.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora