12 de maio de 2021 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

NA MADRUGADA

UBS do Mollon, em Santa Bárbara, tem 187 doses de vacinas furtadas

Ladrões levaram 25 unidades de vacina contra Covid-19, além de outros imunizantes; doses foram recuperadas

Por Rodrigo Alonso

14 abr 2021 às 17:37 • Última atualização 14 abr 2021 às 18:48

Ladrões furtaram 187 doses de vacina, 25 delas contra coronavírus (Covid-19), em Santa Bárbara d’Oeste. Todas elas, no entanto, já foram recuperadas pela Polícia Civil. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (14), na UBS (Unidade Básica de Saúde) Dr. Felício Fernandes Nogueira, no Mollon.

As informações são da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo a pasta, quando chegaram à unidade, por volta das 6h50, servidores perceberam que o local tinha sido invadido.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Doses foram furtadas na UBS do Mollon, em Santa Bárbara – Foto: Ernesto Rodrigues – O Liberal

“Foi constatado que os ladrões desligaram os fios de energia, para impedir o acionamento do alarme”, comunicou, em nota.

Os criminosos pegaram 25 doses da Oxford/AstraZeneca, 160 do imunizante contra Influenza e duas da vacina antirrábica, além de uma televisão e uma impressora.

Policiais do 2º DP (Distrito Policial) encontraram as doses nesta tarde, dentro de um cooler que pertence à UBS, após denúncia anônima.

As vacinas estavam numa área em que as pessoas costumam descartar lixo, às margens da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), no prolongamento da Rua do Cobre, onde a UBS fica localizada. O local estava sujo, inclusive com dejetos humanos.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica do município, as vacinas passarão por uma avaliação do serviço técnico regional responsável pelos imunológicos, que vai detectar se houve prejuízo quanto à qualidade dos imunizantes. A TV e a impressora, por outro lado, ainda não foram localizadas.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Até a noite desta quarta, ninguém tinha sido preso, mas o caso seguirá sob a investigação no 2º DP. “Os trabalhos estão intensificados e com ótimas perspectivas de esclarecimento nos próximos dias”, disse o delegado da unidade, Gelson Aparecido de Oliveira Barreto.

Publicidade