Três gatos morrem envenenados com chumbinho na Vila Linópolis

Dono dos gatos levou os animais para uma veterinária, que em exame de necropsia, encontrou pedaços de frango com a substância


Foto: Arquivo - Pessoal
O primeiro felino morto era macho, tinha 14 anos, e foi encontrado sem vida no domingo

Três gatos foram mortos envenenados por chumbinho entre domingo (19) e terça-feira (21) na Rua Manoel Avelino, no bairro Vila Linópolis, em Santa Bárbara d’Oeste. O dono dos animais levou os corpos para uma veterinária, que atestou o envenenamento. Um boletim de ocorrência foi registrado no 1º DP (Distrito Policial) de Santa Bárbara.

O primeiro felino morto era macho, tinha 14 anos, e foi encontrado sem vida no domingo. Já as outras duas gatas fêmeas, uma de sete e outra de três anos, apareceram mortas na terça-feira.

Foto: Arquivo Pessoal
Já as outras duas gatas fêmeas, uma de sete (foto) e outra de três anos, apareceram mortas na terça-feira

De acordo com o laudo da necropsia, realizada por uma médica veterinária da cidade na terça, a causa da morte dos três animais foi envenenamento por chumbinho. Iscas de frango com “múltiplos grânulos esféricos de coloração cinza” foram encontrados nos estômagos dos gatos, segundo o documento ao qual O LIBERAL teve acesso.

O dono dos felinos, um cabeleireiro de 32 anos que pediu para não ser identificado, contou que não tinha pensado em fazer o exame de necropsia no animal mais velho por conta da idade avançada. Entretanto, as duas gatas mais jovens apresentavam sinais de envenenamento, como espuma branca saindo da boca.

Foto: Arquivo - Pessoal
As duas gatas mais jovens apresentavam sinais de envenenamento, como espuma branca saindo da boca

O homem tinha sete gatos em sua casa e disse que nunca houve nenhuma reclamação sobre os animais por parte de vizinhos ou demais moradores do bairro. A suspeita é de que o chumbinho tenha sido colocado nos pedaços de frango encontrados no exame, já que o dono não deu esse alimento para seus bichos.

“A gente fica muito alarmado porque em três dias já foram três gatos. Não somos os únicos com gatinhos na rua, temos outros vizinhos com gatinhos, alguns com cachorros de grande e pequeno porte. A pessoa que fez isso no domingo provavelmente refez na terça porque geralmente gatos não se alimentam de comida estragada. Gostam de comida fresquinha ou da ração deles”, afirmou o cabeleireiro.

De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), o caso será encaminhado ao Jecrim (Juizado Especial Criminal) “para providências posteriores”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora