Entidade Amal Shriners tenta erguer clínica infantil em Santa Bárbara

Com 47 membros, grupo faz trabalho beneficente e estima poder ajudar com a obra 200 crianças de dois municípios


Foto: Divulgação
Dois anos na região e hoje auxiliando prioritariamente a Casa da Criança de Santa Bárbara d’Oeste

A entidade paramaçônica Amal Shriners Club, de Santa Bárbara d’Oeste, completou dois anos de atividades na região. Atualmente, o grupo formado por 47 membros busca a construção de uma Clínica Infantil, com consultório médico e odontológico. Para isso, conta com a solidariedade da população.

De acordo com o presidente do Amal Shriners Club da região de Santa Bárbara d’Oeste, Leandro Zanini Santos, o grupo auxilia prioritariamente a Casa da Criança, ajudando mensalmente as 400 pessoas atendidas no local.

“A gente adotou a Casa da Criança como a entidade beneficente que o clube ajudaria, onde iríamos focar os eventos, as ações beneficentes. Lá também é o nosso ponto de encontro e para onde se destinam a maior parte das nossas ações”, explica Zanini.

O Shriners é uma entidade internacional que tem como foco atendimento às crianças que lidam com quatro situações – queimados, lesões na coluna, que possuam lábio leporino e fissura palatina – e ainda pacientes que precisam de atendimento ortopédico.

O clube da região presta suporte a esses pacientes por meio de terapias, medicamentos e auxílios sociais, como transporte. A entidade inclusive encaminha crianças para os Estados Unidos para tratamento.

Zanini afirmou que o clube está promovendo uma reforma na Casa da Criança por meio da construção de uma Clínica de Atendimento Infantil. Os frequentadores da entidade serão beneficiados com o espaço.

Contudo, a ideia é também atender crianças da região que possuam as quatro doenças consideradas prioritárias pelo Shriners.

Zanini estima em 200 crianças de Americana e Santa Bárbara d’Oeste como possíveis beneficiadas pela clínica.

“Estamos desenvolvendo projeto com uma faculdade de medicina para atender crianças na cidade e não precisar fazer deslocamentos. Cirurgias complexas precisam ser feitas em centros de referência, mas uma parte considerável do tratamento poderá ser feita aqui, como colocação de prótese, órtese, fonoaudiologia, tratamento dentário”, exemplifica. “A ideia é capacitar profissionais da cidade”.

O custo da obra está estimado em R$ 35 mil. Desse montante, R$ 10 mil já foram levantados e o restante o Shriners ainda busca em doações.

Elas podem ser por meio de ajuda financeira ou diretamente com materiais de construção ou materiais médicos. Os contatos para ajudar são o e-mail shrinerssbo@gmail.com e as redes sociais do Shriners.

Neste fim de semana, o clube vai participar da Festa Nipo Brasileira de Americana, na Fidam, vendendo sorvetes. As receitas serão revertidas para o projeto – tanto para auxílio nos tratamentos, quanto para a construção da Clínica.

“Todos nós somos voluntários e o nosso pagamento é o sorriso de uma criança. É para isso que a gente trabalha, enfrenta campanha, faz ações, ajuda, leva as crianças para serem tratadas”, completa Zanini.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora