19 de abril de 2021 Atualizado 19:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Santa Bárbara terá campanha de doação de sangue nesta terça

Há restrições àqueles que contraíram a Covid-19, foram vacinados ou tiveram contato com pessoas contaminadas

Por Heitor Carvalho

01 mar 2021 às 08:59

Santa Bárbara d’Oeste recebe nesta terça-feira (2) mais uma edição da Campanha de Doação de Sangue. A ação acontecerá no Lions Clube Centro (Rua dos Antúrios, 96, no Jardim Dulce), das 9h às 12h, seguindo todos os protocolos sanitários.

No ato da doação é necessário apresentar o comprovante da vacinação, documento com foto e também estar dentro dos requisitos.

Não devem comparecer doadores que apresentem algum sintoma de gripe ou resfriado e não é permitido levar crianças ou acompanhantes.

A campanha é uma parceria entre a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Secretaria de Saúde, e Hemocentro da Unicamp, com o apoio dos Lions Clubes Santa Bárbara Centro e Pérola, Pastoral da Saúde Santa Bárbara e Esporte Clube Barbarense.

Covid-19

Há novas orientações sobre a doação de sangue para pessoas que já se vacinaram contra o novo coronavírus (Covid-19). Quem foi vacinado com dose da Coronavac/Butantan só poderá doar sangue após 48 horas.

Quem foi imunizado com dose da Astrazeneca/Oxford precisa esperar sete dias. Quem teve diagnóstico positivo para a doença só pode realizar a doação após 30 dias da liberação do isolamento. Quem teve contato com casos positivos só pode realizar a doação após 14 dias.

Demais requisitos

Para doar sangue basta ser saudável, ter entre 16 e 69 anos (serão aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal e presencial do responsável legal) e pesar mais de 50 kg.

Também é preciso não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis ou transmitidas pelo sangue, não fumar duas horas antes ou após a doação e não estar em jejum, além de evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação.

Não podem doar pessoas que tiveram diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade, mulheres grávidas ou amamentando, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas, pessoas que tenham feito endoscopia há menos de seis meses, tatuagem ou piercing há menos de 12 meses e pessoas que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual sem uso de preservativos.

Publicidade