02 de março de 2021 Atualizado 10:18

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Educação

Santa Bárbara suspende volta presencial às aulas após regressão no Plano SP

Município ainda não definiu uma nova data para o retorno, que estava previsto para o dia 1° de fevereiro

Por Leonardo Oliveira

22 jan 2021 às 17:48 • Última atualização 22 jan 2021 às 17:49

A volta presencial às aulas na rede municipal de ensino de Santa Bárbara d’Oeste, programada para o dia 1° de fevereiro, está suspensa. O motivo é a reclassificação do Plano SP desta sexta-feira (22), que colocou toda a região na fase laranja, mais restrita, nos dias de semana.

Com isso, pelo menos por enquanto, não há previsão de quando às aulas presenciais iniciarão nas escolas do município. “Uma nova data será avaliada seguindo as diretrizes do Plano São Paulo e as orientações da Secretaria de Saúde que analisa a situação da pandemia no município”, informou a administração.

O prefeito da cidade, Rafael Piovezan (PV), havia dito nesta quinta, em entrevista às rádios FM Gold (94.7) e Rádio Clube (AM 580), que o retorno presencial ocorreria de forma facultativa em 1° de fevereiro, ou seja, só para os pais que se sentissem seguros em mandar os filhos para as escolas.

Segundo o prefeito, a opção se deu porque a prefeitura tem recebido “muitos pedidos” de pais e mães para a volta presencial já no próximo mês, por não ter onde deixar os filhos. Ele também disse que deveria trabalhar com uma ocupação de 30% a 35% em cada sala do município.

Já na manhã desta sexta, porém, o chefe do executivo ponderou sobre a decisão durante entrevista concedida à rádio Santa Bárbara FM 95.7, que pertence à prefeitura. Ele disse que se a cidade regredisse dentro do Plano SP, iria se reunir com a Secretaria de Educação para reavaliar a data.

A região de Campinas, da qual Americana faz parte, foi reclassificada para a fase laranja nesta sexta-feira. Segundo o Estado, 78% da população está nessa fase e 22%, na fase vermelha – a mais restritiva do Plano São Paulo. Nenhuma região do Estado está na fase amarela.

Comércio não essencial, bares, restaurantes e serviços não essenciais não poderão funcionar das 20h às 6h, em dias úteis, e aos finais de semana durante o dia todo. A realização de eventos também está proibida.

Além disso, o início da volta às aulas na rede estadual foi adiado e a obrigatoriedade da presença de alunos nas escolas acabou sendo suspensa.

Publicidade