27 de novembro de 2020 Atualizado 21:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Segurança

Santa Bárbara registra o menor número de roubos desde 2002

Dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública mostraram queda nos índices de criminalidade no município

Por Heitor Carvalho

27 out 2020 às 08:13 • Última atualização 27 out 2020 às 09:20

Santa Bárbara d’Oeste registrou em setembro o menor número de roubos dentro de um mês desde 2002, início da série histórica de dados da SSP (Secretaria Estadual da Segurança Pública).

No mês passado, a cidade contabilizou 11 assaltos registrados, segundo as estatísticas do governo estadual, divulgadas nesta segunda-feira.

Desde que assumiu o comando da 2ª Companhia da PM, em Santa Bárbara, em outubro de 2019, o capitão Renan Alcântara explica ter havido uma revisão de processos, do uso do efetivo e a continuidade da análise diária de indicadores criminais já empregada pelo comando anterior.

“Fizemos uma nova roupagem na distribuição das viaturas, otimizando a área coberta”, comentou.

Segundo o capitão, os primeiros resultados vieram a partir de janeiro e fevereiro, antes da pandemia, quando o município registrou índices de roubo abaixo dos 30 casos. Entre julho e agosto, os números baixaram de 20.

“A redução dos indicadores criminais é tão ou mais importante que a prisão. Quando se prende é porque o crime já foi cometido e você somente empata o jogo, mas perde no saldo pois a vítima fica com o prejuízo com o dano psicológico”, comenta Alcântara. Segundo ele, há tendência de que os índices baixos se repitam em outubro.

O secretário de Segurança, Trânsito e Defesa Civil de Santa Bárbara d’Oeste, Rômulo Gobbi, associou os resultados alcançados também aos investimentos feitos pela administração municipal e a coordenação entre as diferentes forças policiais que atuam no município.

“Nós instalamos 210 câmeras de vigilância na cidade, um dos maiores números da Região Metropolitana de Campinas, além de termos feito investimentos na Guarda Civil Municipal, que foi modernizada e hoje conta com dois drones para patrulhamento”, afirmou.

Questionado sobre se a pandemia pode ter influenciado nos bons resultados do município, Gobbi disse acreditar que não, visto que no mês de setembro foi iniciado o processo de abertura gradual determinado pelo Estado.

Segundo estudo lançado pelo Instituto Sou da Paz em agosto, feito com base em análise dos crimes registrados pela SSP no primeiro semestre deste ano, Santa Bárbara ocupa a sexta posição no ranking do IECV (Índice de Exposição a Crimes Violentos), que analisa os 139 municípios paulistas com ao menos 50 mil habitantes.

Publicidade