21 de outubro de 2020 Atualizado 10:28

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Santa Bárbara recebe R$ 5,4 milhões para ações contra Covid-19

Primeira parcela do recurso federal foi depositada nesta terça-feira para estados e municípios

Por André Rossi

10 jun 2020 às 08:16 • Última atualização 10 jun 2020 às 09:12

Santa Bárbara d’Oeste recebeu nesta terça-feira (9) um repasse de R$ 5,4 milhões do Governo Federal para combater a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O recurso foi liberado pela STN (Secretaria do Tesouro Nacional) e é referente à primeira de quatro parcelas do montante de R$ 21.640.372,14 que o município deve receber do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus.

O crédito extraordinário prevê ajuda de R$ 60,1 bilhões aos Estados e municípios em forma de envio direto de recursos e suspensão do pagamento de dívidas.

O repasse será feito em quatro parcelas iguais ao longo do ano. As três próximas estão previstas para 13 de julho, 12 de agosto e 11 de setembro.

Do total recebido por Santa Bárbara nesta terça-feira, R$ 4.719.594,65 podem ser aplicados livremente pelo município. Entretanto, R$ 700.550,19 precisam ser investidos exclusivamente em ações na saúde e assistência social.

Entre as cinco cidades da RPT (Região do Polo Têxtil), o total repassado nesta primeira parcela foi de R$ 28,1 milhões. O montante total ao término do quarto depósito, em setembro, terá sido de R$ 112.582.281,41.

Sumaré é município da região que receberá o maior valor: R$ 31.591.308,17. Americana terá R$ 26.799.163,95. Já Hortolândia recebe R$ 25.820.915,10. enquanto Nova Odessa será contemplada com R$ 6.730.522,05.

Podcast Além da Capa
A relação de Americana com Santo Antonio, o padroeiro da cidade, completa 120 anos em 2020, mas a festividade em torno da data foi forçada a ser revista por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o administrador paroquial da Basílica, o padre Valdinei Antonio da Silva. A necessidade do cancelamento de outros eventos da comunidade católica, como as festas de São João de Carioba e do Senhor Bom Jesus, também é abordada com os padres Marcos Ramalho e Marcelo Fagundes.

Publicidade