23 de maio de 2022 Atualizado 20:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Santa Bárbara propõe reajuste de 20% para vale-alimentação dos servidores

Se aprovado, o valor vai subir de R$ 500,13 para R$ 600,13 e valerá a partir de 1º de fevereiro

Por Caio Possati

15 Janeiro 2022, às 09h44 • Última atualização 15 Janeiro 2022, às 09h45

No projeto, Piovesan sugere aos vereadores que o PL seja apreciado em regime de urgência - Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Rafael Piovezan (PV), enviou à câmara na tarde desta sexta-feira um PL (Projeto de Lei 02/2022) que propõe o reajuste de 20% no vale-alimentação dos servidores públicos do município. Se a proposta for aprovada na cidade, o valor do auxílio vai subir de R$ 500,13 para R$ 600,13 e valerá a partir de 1º de fevereiro.

No projeto, Piovesan sugere aos vereadores que o PL seja apreciado em regime de urgência e afirma, na exposição dos motivos, que a medida vai recompor o poder de compra do auxílio e, com isso, “melhorar as condições dos trabalhadores”. Atualmente, a cidade conta com, aproximadamente, 4,1 mil servidores.

“Desde o ano passado estamos fazendo uma reorganização do ponto de vista financeiro e orçamentário para que a estabilidade e o equilíbrio financeiro da prefeitura permitam atender a população e o serviço público”, disse Piovesan em entrevista para a Rádio Santa Bárbara, que é da prefeitura, na manhã desta sexta-feira.

Conforme apresentado no projeto de lei, a correção dos valores vai gerar um impacto inferior a 2% da despesa fixada para a administração.

Nas redes sociais, Piovesan também se manifestou: “No ano passado, em virtude da legislação federal, nós ficamos impossibilitados de fazer qualquer reajuste salarial ou no vale-alimentação. Agora, em 2022, no primeiro momento em que temos esta possibilidade, temos este compromisso firmado com o servidor público municipal”.

O reajuste ficou impossibilitado de ser feito porque, em maio de 2020, o Governo Federal emitiu um decreto que congelou o aumento de qualquer tipo de remuneração às pessoas que ocupavam cargo público no Brasil.

“Sabemos o quanto isso é muito acima da inflação do período. Se contabilizar 2021, é o dobro. Estamos com esse compromisso que foi assumido desde o início do nosso mandato”, afirmou o prefeito.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Ao LIBERAL, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Santa Bárbara d’Oeste, Walmir Alfredo Silva disse que o reajuste é importante por conta da inflação e do aumento dos preços nos mercados.

Walter Alfredo afirmou ainda que, em abril, a categoria vai voltar a renegociar o valor do auxílio com o poder público e abrir negociações sobre a revisão dos salários da categoria. “Precisamos fazer um levantamento de quanto a inflação vai estar até lá, e aí vamos conversar também sobre o reajuste salarial dos servidores público de Santa Bárbara”, disse.

Publicidade